Notícias /

HGRS realiza Fórum de Educação, Cultura de Paz e Convivência Religiosa

08/05/2014 16:14

Tema tão importante como delicado, o acompanhamento espiritual e religioso em unidades hospitalares será o centro dos debates no I Fórum de Educação, Cultura de Paz e Convivência Religiosa, que será realizado no dia 14 de maio, no auditório central do Hospital Geral Roberto Santos. O evento é aberto a profissionais do HGRS e dos demais hospitais baianos, e, em especial, a representantes dos segmentos religiosos que atuam em hospitais, e começará às 9 horas da manhã. Inscrições, gratuitas, podem ser feitas via internet, no endereço www.rhhgrs.blogspot.com, ou no dia e local do evento.

A exposição e discussão da atividade de assistência religiosa durante o fórum abrangerá outros dois temas afins: Visitação Hospitalar e Segurança do Paciente. A proposta central, entretanto, é abordar questões do acompanhamento espiritual e religioso aos pacientes admitidos nas unidades hospitalares do estado da Bahia, apresentando conceitos e normas estabelecidas nacional e internacionalmente envolvendo a relação entre saúde, espiritualidade, religiosidade e qualidade de vida, buscando estabelecer protocolos iniciais de visitação e acompanhamento espiritual e religioso em conformidade com a legislação vigente e a Portaria 02/2013 da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia.

Dentre os objetivos, estão mapear organizações religiosas que realizam serviços comunitários e funcionam como rede de apoio à população carente em suas demandas sociais, estreitando laços de parceria, suporte e acompanhamento aos usuários da rede pública e implantar na Unidade Hospitalar um Centro de Apoio Espiritual Religioso, envolvendo população e líderes espirituais, normatizando, com base em determinações legais e perfis religiosos, a prestação da assistência espiritual e religiosa, garantindo aos pacientes e acompanhantes o direito a essa assistência.

Lembrando, como determina a Lei federal 9.982/2000, que o acesso somente deve se dar quando houver solicitação por parte do paciente ou familiar e para fins de prestação de assistência religiosa, nunca de trabalhos de evangelização.

Berna Farias – DRT/Ba 1158
Roberto Santos/evangelização