Notícias /

Saúde em Movimento beneficia moradores do interior baiano

29/05/2014 12:44

Iniciada no dia 25 de maio, a etapa do Saúde em Movimento, programa da Secretaria da Saúde do Estado, que está sendo realizada no município de Alagoinhas, já fez 2610 consultas oftalmológicas e 1079 cirurgias de catarata.  A estimativa é que até o dia 31 de maio sejam totalizadas três mil consultas e 1850 cirurgias.

A ação na cidade, que está sendo realizada na Policlínica Municipal de Alagoinhas, foi acompanhada, na manhã desta quinta-feira (29), pelo secretário da Saúde do Estado, Washington Couto. O deputado estadual Joseildo Ramos, o vereador Luciano Sérgio, a diretora da Auditoria Sus Bahia, Daniela Castellucci, e o prefeito de Alagoinhas, Paulo Cezar Simões também participaram da visita à estrutura de atendimento.

Um dos atendidos foi José Correa, 63 anos, morador de Alagoinhas. Ele conta que estava há mais de um ano procurando algum lugar para fazer a cirurgia de catarata. “Fiquei sabendo do Saúde em Movimento através de um programa de radio, agendei meu atendimento, passei pela consulta na terça-feira, fiz a cirurgia no dia seguinte e hoje voltei para a revisão”, afirmou ele.

Atendimentos em Ilhéus

No município de Ilhéus, o Saúde em Movimento começou no dia 28 de maio e seguirá até o dia 6 de junho. A expectativa é de que, até o final da ação, sejam realizadas sete mil consultas oftalmológicas e 2500 cirurgias de catarata. A estrutura para o atendimento está montada no Centro de Convenções de Ilhéus.

O secretário Washington Couto também acompanhou as atividades na cidade juntamente com os deputados Zé Neto e Ângela Souza. “Cuidamos da saúde das pessoas devolvendo a alegria de viver. Além da cirurgia de catarata, são diversos exames oftalmológicos feitos no Saúde em Movimento”, falou Washington Couto.

Um dos casos atendidos em Ilhéus foi de duas irmãs gêmeas que apresentavam catarata congênita. Uma delas precisou ser operada e já enxerga bem. Quem também foi atendida foi a dona de casa Djalma de Souza, 74 anos. “Voltei a estudar e estava com dificuldades, pensei até em desistir, mas agora, vou continuar e até mesmo ajudar meus bisnetos com as tarefas”, disse ela.

Ascom Sesab