Notícias /

Plano operativo da saúde para Copa é debatido com o Comitê da Dengue

03/06/2014 19:55

Integrantes do Comitê Estadual de Mobilização Social de Prevenção e Controle da Dengue se reuniram nesta terça-feira (03/06), na Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) para debater a situação epidemiológica da dengue, o desenvolvimento do Projeto de Mobilização Social para a Prevenção e o Controle da Dengue no Estado da Bahia e o Plano Operativo da Saúde para a Copa do Mundo.

Segundo Maria Aparecida Figueiredo, Diretora de Vigilância Epidemiológica (DIVEP), da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) foi muito importante debater o Plano Operativo nesse encontro, pois “o Comitê não é apenas consultivo, ele realmente desenvolve intervenções, justamente por manter uma rede de contato e dentro dessa rede, pode se desenvolver ações de prevenção e controle da dengue”.

A equipe da saúde alertou os participantes sobre os riscos das aglomerações de pessoas em estádios, bares, restaurantes e festas, e divulgou as medidas a serem adotadas diante de casos registrados da doença, como: a montagem do Centro Integrado de Operações Conjuntas em Saúde (CIOCS); a disponibilização do plantão 24h, por meio do telefone: (71) 9994-1088; as ações imediatas de bloqueio nos locais de proliferação do mosquito da dengue; a investigação epidemiológica de agravos notificados relacionados com reservatórios, hospedeiros e vetores; o atendimento às denúncias; coleta e o encaminhamento de amostras ao Lacen; entre outras.

“Toda movimentação da sociedade e das organizações que tenha efeito multiplicador para combater a dengue é precioso! A união dessas organizações é um momento muito interessante. É onde as pessoas se unem contra um só inimigo, que é o mosquito da dengue. Todas as organizações e seus objetivos são diferentes, mas temos algo em comum, temos pessoas interessadas em multiplicar o conhecimento preventivo contra a dengue”, ressaltou Luciney Coutinho Luz, representante da Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências (FBDC).

Durante a reunião, os representantes das diversas instituições do Comitê anunciaram atividades planejadas, como 91ª Assembleia Anual da Convenção Batista da Bahia, no período de 01 a 05/07/2014, no município de Itabuna, onde abordarão a temática dengue.

Formado por representantes do poder público e da sociedade civil (empresas privadas, igrejas, instituições educacionais, associações, etc.), o Comitê tem como finalidade a elaboração de novas propostas relacionadas à prevenção, por meio de mobilização social. O Comitê é vinculado à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e conta com a assessoria técnica e operacional da Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem).

Redução no número de casos

No ano de 2014, até 28/04, foram notificados 7.114 casos de dengue na Bahia, corres-pondendo a uma redução de 89,23% em relação ao mesmo período de 2013, quando foram notificados 66.032 casos. De acordo com o diagrama de controle, os casos notificados por semana epidemiológica não atingiram a média, considerando a série histórica 2003-2013.

Do total de municípios do estado, 293 (70,26%) notificaram a doença através dos sistemas de informação da vigilância epidemiológica, entre os quais destacam-se Salvador (2.175), Itabuna (584), Feira de Santana (528), Juazeiro (237), Nordestina (197), Ilhéus (166), Pintadas (139), Teixeira de Freitas (131), Jequié (125) e Ituaçu (112) que concentram 61,76% dos casos do estado da Bahia.

Fonte: Ascom Flem
/dengue/copa