Notícias /

Medula óssea: doador já pode atualizar seu cadastro no Redome

08/07/2014 14:21

Para facilitar o encontro de doadores de medula óssea, o Centro de Transplante de Medula Óssea do Instituto Nacional do Câncer (Inca) está atualizando o banco de dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). Para quem já fez ou vai fazer o cadastro para doação é imprescindível que informe número de telefone, CEP e até a cidade onde mora.

No momento da busca do doador, se o dado não estiver completo fica difícil encontrá-lo. Na maioria das vezes, acha-se o doador no sistema e a característica genética dele, mas não o endereço, por isso é preciso fazer bem o cadastro no Redome, com as informações corretas, para que o doador seja encontrado com facilidade.

Um doador de medula óssea deve manter seu cadastro sempre atualizado. Caso haja alguma mudança de informação, preencha o formulário pela internet, no endereço: http://www1.inca.gov.br/doador/. Para maiores informações procure o REDOME – Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea nos telefones: (21) 3207-5299 e (21) 3207-1449 ou pelo e-mail: redome@inca.gov.br

Como doar e se cadastrar

Todo mundo pode ajudar, para isso é preciso ter entre 18 e 55 anos de idade e gozar de boa saúde. Para se cadastrar, o candidato a doador deverá procurar o Hemoba mais próximo de sua casa, onde será agendada uma entrevista para esclarecer dúvidas a respeito das doações e, em seguida, será feita a coleta de uma amostra de sangue (de 5 a 10ml) para a tipagem de HLA (características genéticas importantes para a seleção de um doador).

Os dados do doador são inseridos no cadastro do REDOME e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação. O transplante de medula óssea é um procedimento seguro, realizado em ambiente cirúrgico, feito sob anestesia geral, e requer internação de, no mínimo, 24 horas.

Fonte: Hemoba
/hemoba/cadastro