Notícias /

Município de Cocos recebe o Programa Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama

22/07/2014 19:54

Mulheres, moradoras do município de Cocos, no oeste baiano, que têm entre 50 e 69 anos, podem fazer mamografias gratuitamente até o dia 29 de julho, pelo Programa Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama, coordenado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). A ação na cidade começou nesta terça-feira (22), com a presença do governador Jaques Wagner, e a expectativa é que sejam atendidas cerca de 1.100 mulheres, das 1.400 que estão na faixa etária de atendimento, em Cocos.

Na ocasião, o governador destacou a importância do exame para a saúde da mulher. “O câncer é uma doença que muitas vezes não apresenta sintoma no início. Mais tarde, quando se descobre, o tratamento é mais difícil, mais doloroso e pode não dar certo. O diagnóstico precoce vai facilitar muito e possibilitar o tratamento e a cura da doença.”

Antes da visita ao Programa de Rastreamento do Câncer de Mama, o governador Jaques Wagner também participou da inauguração do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e de uma praça. As obras foram realizadas com recursos municipais e federais.

Facilidade e economia

Dona Maria da Cunha, 53 anos, foi a primeira a ser atendida nesta terça-feira. Ela conta que, no ano passado, também aproveitou o programa para fazer o exame sem precisar sair de Cocos. “Eu tinha feito em Goiânia e em Bom Jesus da Lapa. Esta é a segunda vez que faço o exame sem precisar sair aqui da cidade. É importante para prevenir esta doença que mata muitas mulheres”.

A aposentada Ivanildez Souza, 65, já teve que fazer o exame em outra cidade e fala sobre as dificuldades que enfrentaria se não fosse o Programa Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama. “Eu teria que gastar dinheiro de passagem e hospedagem em Brasília, Goiânia ou Bom Jesus da Lapa, dormir na fila para conseguir senha. Aqui eu fui bem atendida, ontem eu já tinha marcado, hoje cheguei cedo e já terminei. Ficou bem mais fácil para nós”.

Mais de 160 mil mamografias

O Programa Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama começou, em outubro de 2011, de forma complementar a outras ações referentes à saúde da mulher. A estratégia itinerante já percorreu 225 municípios das 14 Regiões de Saúde. Até maio deste ano, já haviam sido realizadas mais de 160 mil mamografias gratuitas, sendo que cada uma, se for feita em clínicas particulares, custa aproximadamente R$ 250, incluindo consulta médica.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Gladys Lacerda, é a segunda vez que a população de Cocos, que fica a mais de mil quilômetros de Salvador, recebe o programa. “Esta parceria é muito importante porque não teríamos condição de proporcionar este exame. Da primeira vez, no ano passado, foram atendidas mais de 1.100 mulheres e detectados 15 casos da doença”. Desta vez, a expectativa é que sejam feitos mais 1.100 procedimentos.

Estrutura

Os exames são realizados em uma unidade móvel que dispõe de dois mamógrafos. Após a mamografia, se houver suspeita da doença, as mulheres são encaminhadas para exames complementares gratuitos. Caso o diagnóstico seja positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico e radioterápico será realizado, também sem custo para as pacientes, em unidades de alta complexidade em oncologia.

Publicada às 10h50
Atualizada às 14h50

Secom/GOVBA