Notícias /

Hospital do Subúrbio completa quatro anos de funcionamento

12/09/2014 21:49

O Hospital do Subúrbio (HS) completa quatro anos de funcionamento neste sábado, 13 de setembro, com números expressivos: mais de 425 mil atendimentos na emergência e ambulatórios, 50 mil internações, três milhões de exames e 30 mil cirurgias realizadas, 70% delas nas especialidades de cirurgia geral, ortopedia e urologia.

Esses resultados dão conta da realidade de uma instituição que funciona a todo vapor, 24 horas por dia, priorizando o atendimento do paciente com situação clínica de maior gravidade e risco, orientando os casos mais simples ou preservando, a todo instante, a dignidade daqueles que necessitam de cuidados de saúde.

Nesse período, a unidade se tornou uma referência no segmento de Parceria Pública Privada (PPP) em saúde, recebeu a visita de autoridades e instituições de todo o mundo e ampliou a oferta de assistência médica à população baiana, especialmente aos moradores do Subúrbio Ferroviário da capital.

“O nosso objetivo é contribuir decisivamente na capacitação de nossos colaboradores. Além disso, de forma efetiva e dinâmica, queremos escutá-los, conhecer os seus anseios, saber como enxergam a instituição e, acima de tudo, descobrir as ferramentas de comunicação mais eficientes a ser implementadas”, afirma Lícia Cavalcanti, diretora-geral do HS, referindo-se à pesquisa interna que começa a ser aplicada entre os funcionários da unidade.

Estrutura

Baseado em um modelo assistencial que concilia qualidade e conforto, o HS possui uma estrutura de acomodação adequada, por meio da qual os pacientes recebem todos os cuidados necessários, assistidos por uma equipe multidisciplinar.

A unidade apresenta um moderno parque de medicina diagnóstica, com bioimagem (radiologia digital, ultrassonografia, ecocardiografia, endoscopia digestiva e respiratória, tomografia, ressonância magnética e hemodinâmica) e laboratório de análises clínicas. Também possui um Centro Cirúrgico com excelentes instalações e um ambulatório destinado ao atendimento de pacientes egressos.

Ao todo, são 373 leitos. Na terapia intensiva, são disponibilizados 10 leitos de UTI pediátrica e 50 leitos para adultos. A unidade possui também 253 leitos de internação e 60 de internação domiciliar. O HS dispõe de uma equipe de 1.446 funcionários, incluindo 270 enfermeiros, 585 técnicos de enfermagem, sendo os demais profissionais de apoio técnico, serviços gerais, administração e corpo diretor. Conta, ainda, com um corpo clínico composto por 394 médicos das mais diversas especialidades.

Referência

O Hospital do Subúrbio é referência pelos serviços prestados à população de Salvador. Por isto, desperta interesse de diversas organizações e autoridades que visitam a unidade de saúde para conhecer de perto as instalações e o modelo de gestão.

A unidade já recebeu, por exemplo, a visita do presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, do presidente da Internacional Finance Corporation (IFC), Jin Yong Cai, da diretora geral da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Mirta Roses Periago, do representante da Opas no Brasil, Joaquim Molina, do especialista sênior em saúde do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Frederico Guanais, e do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do Ministério da Defesa e de militares, dentre outras autoridades.

Prêmios

A unidade também já conquistou prêmios e foi destaque em diversas publicações, tanto nacionais, a exemplo do jornal Valor Econômico e da revista Época, como internacionais, a exemplo do jornal britânico Financial Times.

A unidade já acumula três prêmios internacionais: um da empresa de consultoria KPMG Internacional, sediada na Inglaterra, que classificou o projeto baiano de PPP como um dos 100 melhores no setor de infraestrutura pública do mundo nos últimos anos; um da revista World Finance, que o considerou entre os melhores projetos de PPP na América Latina; e outro do Internacional Finance Corporation (IFC), juntamente com o Infrastructure Journal, que classificou a unidade entre os 10 melhores projetos de Parceria Público Privada (PPP) da América Latina e do Caribe.

Ascom/HS