Notícias /

Suicídio será tema de sessão temática da EESP

20/10/2014 17:15

Levando em consideração que 40% das pessoas que se suicidam procuram um serviço de saúde geral entre dois e sete dias antes do praticar o ato, faz-se necessário a discussão em torno da questão, visando a instrumentalização do profissional de saúde para reconhecer os sinais e sintomas, bem como encaminhar o paciente à rede especializada.

Nesta perspectiva, a Escola Estadual de Saúde Pública (EESP) promove a 8ª Sessão Temática tendo como foco: “O que pode o profissional da saúde diante do suicídio? limites e possibilidades”.

O evento ocorrerá no próximo dia 28, de 13h30m às 17 horas, no auditório da Escola de Formação Técnica em Saúde Professor Jorge Novis (EFTS). O horário entre 13h30m e 14 horas será destinado ao credenciamento dos participantes.

O encontro será conduzido através da apresentação da psicóloga Soraya Rigo Carvalho, psicanalista e especialista em Psicologia Hospitalar; idealizadora e coordenadora do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (NEPS), serviço ligado ao Centro Antiveneno da Bahia (Ciave); membro da Associação Científica Campo Psicanalítico de Salvador; membro da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano – Brasil; membro da IF – Internacional dos Fóruns; Membro do GT de Suicídio da ULAPSI – União Latino-americana das Entidades de Psicologia, e autora do livro A morte pode esperar? Clínica psicanalítica do suicídio.

Após a apresentação, o tema será debatido com a plenária, para a troca de experiências no contexto do SUS. O evento tem como público-alvo: estudantes, trabalhadores, profissionais, professores e gestores da Saúde e/ou aqueles que tenham interesse no tema proposto.

As inscrições para participação serão exclusivamente presenciais, no horário já citado. Os primeiros inscritos terão prioridade, de acordo com a capacidade física do local em que será realizado o evento. O evento é gratuito. Todos os participantes serão certificados.

A EFTS fica na Avenida Cardeal da Silva, Nº. 1339, Federação, próximo à Escola Gurilândia.

Fonte: EESP
EESP/suicídio