Notícias /

Inteligência emocional terá destaque na Semana do Servidor do Cedeba

22/10/2014 19:50

Com a humanização do atendimento à saúde em alta – o Governo tem o programa HumanizaSUS – torna-se cada vez mais importante que os profissionais do setor consigam gerenciar bem suas emoções para garantir um relacionamento positivo com os pacientes. São pessoas que, por conta de doenças e de problemas pessoais, chegam fragilizadas. Mas, se encontram profissionais alegres, com atitudes positivas, reduzem o nível de ansiedade.

As observações são do psicólogo e pesquisador, professor da Unifacs e Unime, e que também ministra aulas na USP, Mino Rios. Ele fará palestra no próximo dia 28, às 12 horas sobre “Inteligência Emocional”, na sala de reunião do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba). A palestra abre a programação da IV Semana de Integração do Servidor Cedeba, organizada pela coordenação de Recursos Humanos (RH) e que será encerrada no dia 30, com uma oficina de artesanato. Também constam da programação aula de dança (zumba) e sessões de massoterapia.

Bom para a Saúde

Na palestra, Mino Rios enfocará a importância da inteligência emocional para os relacionamentos e também para a saúde pessoal. Quem tem reduzida inteligência emocional, apresenta baixa tolerância ao estresse, condição que traz prejuízos nos aspectos fisiológicos e psíquico e, consequentemente, mais doenças.

A inteligência emocional envolve muitos aspectos, segundo o psicólogo, mas dentre as habilidades específicas está a capacidade de a pessoa identificar suas emoções e gerenciá-las, garantindo o relacionamento saudável com as outras pessoas. A partir do momento em que a pessoa não consegue fazer esse gerenciamento, ela terá dificuldade de relacionamentos. “Como, por exemplo, um profissional de vendas, pode ampliar os negócios, se ele não consegue passar uma imagem positiva, de qualidade”? questiona Mino Rios.

Cada vez mais – analisa Rios – as grandes empresas valorizam a inteligência emocional para fins de promoção e até promovem cursos de Técnicas de Gerenciamento de Emoções. Pessoas com bom nível de inteligência cognitiva, mas que não sabem gerenciar bem as emoções e lidar com pessoas, têm dificuldade para o papel de líder e para o trabalho em equipe, daí terem menos chance de crescimento nas organizações.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/servidor