Notícias /

Programa de saúde bucal é realizado no HEC

04/12/2014 13:46

Desde o mês de maio, o Hospital Estadual da Criança (HEC) desenvolve o projeto “Prevenção em saúde bucal em âmbito hospitalar”, do Núcleo de Câncer Oral (Nucao) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). A atividade é desenvolvida pela professora de Odontologia da instituição, Michelle Miranda Lopes Falcão, a cirurgiã-dentista voluntária Sandra Maria Prado Miranda e estudantes do curso.

O projeto, realizado uma vez por semana, foi iniciado na enfermaria de um dos andares do HEC/, quando os pais e acompanhantes, bem como as crianças, foram orientados sobre o procedimento correto de higiene bucal. Vale ressaltar que para efetivar o trabalho realizado pelo grupo, foi feito um trabalho de capacitação com toda a equipe de Enfermagem da unidade hospitalar.

“Considero muito positivo o resultado da atividade até o momento, principalmente com as crianças internadas em longo prazo. Identificamos que os pacientes estão percebendo a higiene bucal de uma forma diferente da que acreditavam antes do programa. Logo quando chegamos, por exemplo, percebíamos que as escovas eram guardadas de forma inadequada e, às vezes, compartilhada por pais e crianças. Hoje, já detectamos que eles têm guardado de maneira adequada”, pontua Michelle Falcão.

A professora acrescenta: “O nosso maior objetivo é conseguir, através da inserção da prática de higiene bucal no roteiro de cuidados da criança internada, melhorar a saúde da mesma, reduzindo o tempo de internação e o uso de medicamentos, principalmente do antibiótico. De um modo geral, estamos colhendo bons frutos do programa aqui no HEC”.

Dentre os resultados a serem alcançados pelo programa estão: padronizar os procedimentos de rotina na higiene de pacientes graves ou críticos internados nas enfermarias; controlar efetivamente o biofilme na cavidade bucal, contribuindo para redução do tempo de internação/permanência no leito e uso de antibiótico; contribuir de maneira decisiva para a diminuição dos riscos de infecções nosocomiais, além de detectar e prevenir lesões, e melhorar a assistência ao paciente grave ou crítico implicando melhoria dos indicadores de saúde.

Fonte: Ascom do HEC
Hospital da Criança/bucal