Notícias /

Bahia terá aumento de profissionais do Mais Médicos

21/01/2015 21:48

O edital da nova fase do Programa Mais Médicos foi apresentado a prefeitos e secretários de saúde dos 120 municípios baianos elegíveis para esta etapa do projeto, nesta quarta-feira (21), no Instituto Anísio Teixeira (IAT).

O representante do Ministério da Saúde (MS), Jerzey Timóteo Ribeiro dos Santos, apresentou o cronograma do edital que consiste na inscrição de médicos brasileiros, brasileiros graduados no exterior e estrangeiros, além dos prazos de adesão que os municípios devem obedecer. O cronograma completo está disponibilizado no site www.maismedicos.gov.br.

Jerzey destacou que, além da expansão da população atendida, o projeto visa a ampliação das ofertas de vagas de graduação e também de residência, com o objetivo de fortalecer o sistema da atenção básica com a educação continuada do profissional. Para isso, até 2019, cerca de 90% dos médicos deverão fazer residência em Medicina e Comunidade.

Presente ao evento, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, ressaltou a importância do projeto que permitiu capilarizar a saúde para os municípios mais distantes e acrescentou que vai avançar “neste programa e em outros que atendam às necessidades da população”.

A secretária de Saúde de Santo Amaro, Andréa Rocha, onde atua uma profissional do Mais Médicos, explica que por conta da avaliação positiva do Programa no município, que é elegível para esta fase, a idéia é solicitar mais dois médicos para atuar na cidade. “Antes não conseguíamos fixar um profissional na unidade básica de saúde onde a médica trabalha. Essa realidade mudou e percebemos uma melhora nas condições de saúde da comunidade”, afirmou Andréa Rocha.

Programa Mais Médicos

Iniciado em agosto de 2013, o Programa Mais Médicos tem apresentado resultados positivos na Bahia. A cobertura da Atenção Básica, que era de 63,9% em outubro de 2013, atingiu a marca de 70,6% em dezembro de 2014. As equipes de saúde da família, que em outubro de 2013, eram 2899 chegaram a 3223 em setembro de 2014. Ao todo, 1320 médicos estão atuando no estado.

Ascom/Sesab

Notícias relacionadas