Notícias /

Sesab e Riachão do Jacuípe capacitam profissionais de saúde em chikugunya

30/01/2015 13:05

Com o objetivo de qualificar o atendimento na rede de saúde do município de Riachão do Jacuípe, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) capacitou médicos, enfermeiros e agentes de saúde para o combate e tratamento da chikugunya. O treinamento foi realizado na última quarta-feira (28), no auditório do Colégio Maria Dagmar de Miranda, contando com a participação do subsecretário de Saúde do Estado, Roberto Badaró, que também é médico infectologista e pesquisador da doença.

O treinamento foi voltado para médicos, enfermeiros e agentes de saúde para o combate e tratamento da chikugunya, uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço são os sintomas. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

Além do treinamento, Roberto Badaró foi até o Hospital Municipal e atendeu aos oito pacientes diagnosticados com a doença. Ouviu cada um deles acerca dos sintomas e decidiu encaminha-los para um exame, em fevereiro, no Hospital Universitário Edgar Santos (Hupes), em Salvador.

Dados da doença na Bahia

Boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab (Divep) indica que de setembro de 2014 até o dia 15 de janeiro, foram notificados 2.747 casos em 90 municípios. Este ano ainda não temos casos confirmados.

Os casos estão assim distribuídos: Feira de Santana (1.477 casos notificados, sendo 1.009 confirmados), Riachão do Jacuípe (912 casos notificados, sendo 199 confirmados), Baixa Grande (3 casos notificados, sendo 2 confirmados) e Ribeira do Pombal (44 casos notificados, sendo 7 confirmados).

Outros casos também foram confirmados nos municípios de Conceição do Coité (01), Nova Fátima (2) e permanecem em investigação quanto ao local provável de infecção. Além destes há 7 casos confirmados nos municípios de Salvador (4), Alagoinhas (1), Cachoeira (1) e Amélia Rodrigues (1), que têm vínculo epidemiológico com Feira de Santana, local provável de infecção.

Ascom/Sesab
/chikugunya/treinamento

Notícias relacionadas