Notícias /

Estudante da Bahia passa em 1º lugar em medicina na USP e Unicamp e ganha carta de recomendação para Harvard

10/02/2015 15:21

Além do sonho realizado de ser aprovada no vestibular de medicina da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a estudante baiana Ana Luisa Rocha, 18 anos, conquistou um bônus: foi a primeira colocada no processo seletivo e após se reunir com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e o subsecretário, Roberto Badaró, nesta terça-feira (11), ganhou uma carta de recomendação para Harvard.

Para ser aprovada, a estudante explica que não abdicou do lazer. “Saia com meus amigos, mas tinha disciplina. Fiz todos os simulados desde 1990. Escolhi estudar na USP porque é uma das melhores universidades do país”, ressalta Ana Luisa.

Em conversa com o secretário, a estudante que veio acompanhada da avó, disse querer se especializar em genética ou neurologia. “Tenho certeza que serão pelo menos 14 anos morando em São Paulo, pois certamente fará residência no Hospital das Clínicas e um doutorado”, destacou Vilas-Boas, que lembrou ainda do diferencial da metodologia dos professores da USP. “O mais importante para eles não são as notas de rodapé dos livros. Eles querem estudantes com raciocínio clínico”, afirma.

O subsecretário Roberto Badaró, que é professor e pesquisador licenciado da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e ex-professor da universidade americana de Harvard, disse que a meritocracia deve ser estimulada sempre. “Estudar na USP é um privilégio e um mérito pessoal. O mesmo acontece com Harvard. Lá existem diversos cursos de curta duração para estudantes de medicina e o processo seletivo envolve uma carta de recomendação e é o que estamos fazendo”, ressalta.

A jovem que estudou no Colégio Militar de Salvador também foi aprovada na UFBA, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP).

Sesab/Ascom
/geral/estudante

Notícias relacionadas