Notícias /

Estagiários do PermanecerSUS vão atuar em 16 unidades de saúde do Estado

12/03/2015 15:30

“Colocar amor e compaixão acima até da eficiência”. Foi o conselho do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, aos estagiários do programa PermacerSUS, durante  a abertura da sua 11ª edição, que ocorreu nesta quinta-feira (12), no auditório da Procuradoria Geral do Estado, em Salvador.

O secretário ressaltou que as pessoas que procuram o Sistema Único de Saúde (SUS)  precisam ser acolhidas e entenderem que “não estamos fazendo favor, pois o atendimento é um direito delas”, disse o Vilas-Boas. Ele acrescentou ainda que o projeto é importante para humanizar o atendimento, uma vez que os estudantes serão os responsáveis pelo primeiro contato com essas pessoas e vão atuar no sentido de encaminhar as suas solicitações para serem atendidas.

Vilas-Boas também explicou que o serviço será avaliado de seis em seis meses, para verificar a eficiência do projeto.  “Vamos fazer uma avaliação agora, no início, e outra daqui a seis meses para medirmos o grau de satisfação dos usuários SUS”.

O programa consiste em colocar estudantes das profissões ligadas às áreas da saúde nos hospitais e nas unidades para fazer o primeiro atendimento ao cidadão que procura o SUS.  O evento de acolhimento também foi voltado para os estagiários que vão trabalhar em ações de valorização dos profissionais do SUS e no cuidado da saúde desses trabalhadores.

Na ocasião, foi feito o acolhimento de 100 estagiários que vão atuar em 16 unidades. Eles foram aprovados em seleção pública para trabalhar 20 horas semanais, recebendo uma bolsa no valor de R$455, e ajuda de custo para transporte.

A estudante do sexto semestre do curso de Serviço Social da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Jéssica Vieira da Silva, disse que será a oportunidade de “colocarmos em prática a teoria aprendida em sala de aula”. Ela ainda acrescentou que vai agregar experiência, “tanto acadêmica quanto pessoal, pois vamos ter contato direto com o SUS e seus usuários e vamos poder orientá-los quanto aos seus direitos”.

O Programa

PermanecerSUS foi iniciado em março de 2008, sob responsabilidade da Diretoria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (DGTES), em parceria com a Escola Estadual de Saúde Pública (EESP), estruturas da Superintendência de Recursos Humanos (Superh), se traduz como um programa que integra ensino-serviço, contribuindo, por um lado, na potencialização do acolhimento e práticas humanizadas nas unidades e,  por outra perspectiva, na reorientação da formação profissional dos futuros trabalhadores da Saúde, em consonância com o projeto ético-político do SUS.

Ascom/Sesab

Notícias relacionadas