Notícias /

Mães com crianças e adolescentes diabéticos ressaltam apoio do Cedeba

07/05/2015 15:17

O diagnóstico de diabetes em crianças e adolescentes (diabetes mellitus tipo 1), geralmente deixa as mães muito inseguras e ansiosas. Algumas nem sabiam que a doença se manifesta em crianças, como aconteceu com Beatriz Angela dos Santos, 40 anos, do município de Wenceslau Guimarães, no interior da Bahia, mãe de Bianca (11 anos). A filha tinha três anos quando o diabetes foi confirmado. “Foi um choque,” confessa. A filha foi encaminhada para o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e, segundo Beatriz, o apoio que encontrou foi muito importante em sua vida. “Ai de mim, se não fosse o Cedeba”, pontua.

O Cedeba, além de oferecer atendimento multidisciplinar aos pequenos pacientes, com ênfase nas ações educativas, também cuida das famílias, representadas por mães em sua quase totalidade, que recebem apoio para enfrentar a nova realidade. A professora Márcia Rodrigues da Silva Almeida, 41 anos, do município de Iraquara, a 500 km de Salvador, confessa que nada sabia sobre diabetes quando a filha Marjorie, aos quatro anos, ficou diabética.

Hoje, aos 12 anos, a garota leva uma vida normal. E o Cedeba, na avaliação da professora, a ajudou muito a vencer o medo. “Sem o Cedeba, seria impossível superar a ansiedade que tomou de conta de mim .Eu não conseguia me alimentar, nem dormir bem. Quando dormia, eu sonhava que minha filha estava caindo. O Cedeba foi o meu pilar que não me deixou cair”.

Compartilhando conhecimentos

Para a líder do Setor Infanto-Juvenil Cedeba, a endocrinopediatra, Livia Leite, Márcia é um exemplo de mãe cuidadosa, interessada em aprender sobre diabetes. E vai além: compartilha o que aprende com a população de seu município. Atualmente, já faz palestras nas escolas orientando as famílias sobre cuidados que garantem à criança e ao adolescente com diabetes levar uma vida normal.

Professora municipal em Iraquara, Márcia revela que hoje lê muito sobre diabetes e repassa os conhecimentos para a comunidade. Mas as orientações que recebe no Cedeba são muito importantes. Minha filha, aos 12 anos, sabe medir a glicose e aplicar insulina. Também sabe contar carboidratos – trabalho feito pela pedagoga na Brinquedoteca. “Isso me dá segurança até para deixar Majorie com a irmã de 17 anos, quando preciso me ausentar”.

Maria das Graças Brito, 36 anos, mãe de Bruna (oito anos), residente no município baiano de Santo Antônio de Jesus, contou que o diagnóstico de diabetes “mudou muito a rotina da família. No inicio só viajávamos levando Bruna. E ainda hoje, quando precisamos nos ausentar, ficamos fazendo ligações constantes para saber se tudo está sob controle”. Inicialmente, Bruna foi atendida no consultório pelo plano de saúde, mas logo veio para o Cedeba. “Aqui minha filha tem médico, nutricionista, assistente social, enfermeira e pedagoga. É muito bom o serviço do Cedeba”, avalia.

Na primeira vez que Maria das Graças aplicou insulina na filha, não conteve o choro, mas Bruna me emocionou, ao dizer “não dói, mãe”. Bruna sabe medir a glicose a aplicar insulina. “Procuro reforçar que ela não deve ter vergonha de ter diabetes, orientando – a não aceitar guloseimas e dizer que é diabética”, observa.

A descoberta do diabetes em crianças e adolescentes sempre angustia as famílias porque, na maioria dos casos, a doença se manifesta de forma abrupta, exigindo a internação. Os primeiros sintomas, como explica a endocrinologista Livia Leite, são o aumento do apetite, sede e da quantidade e frequência da urina.

Como no diabetes tipo 1 o paciente terá que usar insulina para sempre, as mães ficam angustiadas, mas no Cedeba a educação é feita para as famílias e os pequenos pacientes. Juntos descobrem que é possível levar uma vida saudável com o uso da insulina, atividade física, além de seguir o plano alimentar, definido pela equipe de nutrição, sendo o cardápio construído de forma lúdica na Brinquedoteca, pelos pequenos pacientes.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/mães

Notícias relacionadas