Notícias /

“Doce Encontro” comemora festejos juninos para pacientes do Doce Conviver no Cedeba

28/05/2015 14:01

O auditório do Centro de Atenção à Saúde (CAS) será palco do “Doce Encontro,” no próximo dia 9 de junho, das 8 às 11 horas. O evento reunirá pacientes que já passaram pelo Doce Conviver – grupos de educação e convivência, onde diabéticos aprendem em grupo, trocam experiências e desenvolvem atividades lúdicas (músicas, jogos, desenhos, dramatizações).

Com o “Doce Encontro”, o Cedeba, por meio da Coordenação de Educação e Apoio à Rede (Codar), pretende integrar pacientes que já passaram pelo Doce Conviver, mas, principalmente, orientar sobre práticas saudáveis de alimentação durante os festejos juninos. O tema terá palestra da nutricionista do Cedeba, Íris Teodoro. “O diabético precisa ter a consciência de que pode saborear os pratos da rica culinária junina, mas deve refletir: Eu posso. Mas de que forma eu posso”?

Além da palestra, o clima dos festejos juninos será garantido com a participação de um sanfoneiro. Depois, lanche, mas tudo sob controle da equipe do “Doce Conviver”. A integração dos participantes, pessoas de diferentes grupos que já passaram pelo programa, será também muito interessante, segundo os organizadores do evento.

Segundo a enfermeira Ana Claudia Queiroz Perrotta e a assistente social Simone Souza da Rocha Matos, do Doce Conviver, o encontro é muito oportuno porque nos períodos de grandes festas, como Natal, Ano Novo e nos festejos juninos (que têm muita força, principalmente nas cidades do interior) há maior registro de alterações nos níveis de glicose dos diabéticos, porque eles tendem a exagerar no consumo de alimentos ricos em carboidratos.

O encontro também marcará o encerramento dos grupos do Doce Conviver trabalhados no primeiro semestre. Mas estão sendo convidados pacientes de todos os grupos já atendidos desde a criação do Programa, que totaliza mais de 600 pessoas. Os organizadores estimam a presença de 100 pacientes.

O Trabalho

Utilizando a metodologia participativa, que busca a autonomia do cuidado, o Doce Conviver trabalha para que o paciente se torne responsável pelo seu tratamento. Ele aprende como viver bem com o diabetes.

Os grupos, com 15 participantes, têm cinco oficinas quinzenais, totalizando cinco encontros. Após seis meses voltam a se reunir para avaliação. Os grupos do primeiro semestre começam em março e os do segundo, em agosto. Agora, já está sendo feita a captação de pacientes para os grupos do segundo semestre.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/doce encontro

Notícias relacionadas