Notícias /

Policlínicas e PPP de Imagem revolucionam a saúde na Bahia

09/06/2015 15:39

A Bahia vai passar por uma revolução na área da saúde com a criação de dez policlínicas, que estão previstas para os próximos dois anos, e a Parceria Público Privada (PPP) de Imagem, assinada em fevereiro deste ano, que contempla doze unidades de saúde no estado. São serviços como radiologia, mamografia, tomografia e ressonância magnética. “Estamos cumprindo o compromisso de descentralizar a assistência no Estado e, para tanto, investindo em tecnologia e inovando”, credita o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.

O projeto foi desenvolvido pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), em parceria com o International Finance Corporation (IFC) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O interesse público é ofertar mais serviços de saúde para a população e, nesse sentido, as Parcerias Público Privadas são um sucesso, especificamente o projeto de PPP de Imagem para o Sistema Único de Saúde (SUS) que aumentará a oferta de exames em até 600% na Bahia.

Sesab é pioneira em PPP no Brasil

A primeira experiência na área da saúde pública no Brasil foi o Hospital do Subúrbio (HS), em Salvador, desenvolvida pela Sesab e avaliada como um dos dez mais inovadores projetos de saúde do mundo pela KPMG (organização internacional – Cutting Through Complexity).

O prazo de concessão será de 11 anos e seis meses e compreenderá a operação e progressiva adaptação de bens e serviços em 12 (doze) setores de bioimagem de unidades hospitalares do estado. O consórcio AFP, formado pelas empresas Alliar (50,01%), Fidi (30%) e Philips (19,99%), foi o vencedor da licitação realizada em agosto do ano passado, na Bovespa, em São Paulo. A contraprestação anual será de R$ 81 milhões, o que ao longo do período o investimento do Estado chega a aproximadamente a R$1 bilhão.

Fases da PPP de imagem

Todos os equipamentos – raio-x, mamógrafo, tomógrafo e ressonância magnética, serão de última geração e a PPP de imagem será concluída em três fases: a primeira será concluída no segundo semestre de 2015, e compreende as seguintes instalações: Construção da Central de Laudos, em Salvador, hospitais Geral do Estado (HGE), em Salvador, Geral de Vitória da Conquista (HGVC), Centro Estadual de Oncologia (Cican).

A Fase 2 será concluída no primeiro semestre de 2016 e contempla as seguintes unidades: Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, hospitais Geral Roberto Santos (HGRS) e Especializado Octávio Mangabeira (HEOM), em Salvador, e o Hospital Geral de Camaçari (HGC).

A Fase 3 será concluída no segundo semestre de 2016 e compreende as seguintes instalações: Hospital Regional de Guanambi, (HRG), Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), em Jequié, Hospital do Cacau, a ser construído em Ilhéus, Hospital Estadual de Feira de Santana e Hospital Geral Ernesto Simões Filho (HGESF), em Salvador.

Ascom/Sesab
/PPP/matéria

Notícias relacionadas