Notícias /

Cican comemora 41 anos de funcionamento

11/06/2015 17:02

A cordialidade, o respeito e a atuação com conhecimento científico são requisitos no atendimento aos pacientes que procuram o Centro Estadual de Oncologia (Cican), que nesta sexta-feira (12), completa 41 anos de serviços prestados à população da Bahia.

Com uma média mensal de 40 a 50 mil atendimentos e atendimento diário em torno de duas mil pessoas, o Centro Estadual de Oncologia prima pela prestação de serviços de qualidade na área de oncologia. De acordo com o diretor geral, Douglas Nascimento, o futuro do Cican é crescer mais ainda. “Em que pese o elevado nível de especialização dos serviços oferecidos no Cican, a característica mais marcante da instituição é o respeito e o acolhimento ao cidadão”, disse o diretor, acrescentando que são quase três mil pacientes matriculados na unidade.

Hoje, a unidade, que faz parte da rede própria da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), atende às seguintes especialidades: ginecologia, mastologia, oncologia clínica, urologia, dermatologia, proctologia, anestesiologia, terapia da dor (Algologia) e cirurgias de médio e pequeno porte. Além disso, são oferecidos serviços de odontologia, psicologia, enfermagem, odontologia e serviço social, todos voltados para o paciente oncológico.

Ainda são realizados procedimentos diagnósticos, principalmente para câncer de próstata (biopsia guiadas por ultra-som) e de mama (cory biopsy – tecnologia avançada para o diagnóstico de câncer de mama). Exames de imagem em raio-X, mamografia, USG e tomografia computadorizada. Procedimentos cirúrgicos diagnósticos e terapêuticos como LEEP e videohisteroscopia.. Realiza também exames laboratoriais, incluindo marcadores tumorais.

O Cican funciona como um hospital dia, prestando serviços na prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer para toda a população do estado. Todos os pacientes com câncer diagnosticado ficam sendo acompanhados durante toda a sua vida no Cican, estabelecendo vínculos com a equipe que vão além do relacionamento profissional. A unidade é referenciada, isto significa que não é porta aberta e para ser atendido, o paciente precisa passar antes por um serviço municipal de saúde, para que possa ser referenciado para o Cican.

Histórico

O Cican funciona na Avenida Vasco da Gama, ao lado da Hemoba e do Hospital Geral do Estado (HGE). Inaugurado em 12 de junho de 1992, o centro foi idealizado pela médica Ilsa Prudente, que foi a primeira diretora. Anteriormente funcionava no Rio Vermelho, e tinha o nome de Centro Integrado de Controle do Câncer e só atendia a mulheres, portadoras de câncer ginecológico.

Com a inauguração das novas instalações, o Cican ampliou o atendimento para outras especialidades dentro da oncologia, realizando exames para detecção precoce dos diversos tipos de câncer, promovendo tratamentos quimioterápicos e atendimentos diagnósticos e terapêuticos em seu hospital/dia, realizando cirurgias de pequeno e médio porte. O Cican realiza exames de tomografia, raio-x, mamografia e ultrassonografia, para pacientes matriculados na unidade.

Oncologia na Bahia

A Sesab tem envidado esforços para ampliar em todo o Estado o acesso a meios diagnósticos e tratamento para o câncer e a sua meta é que todos os baianos contem em sua região com um hospital público habilitado para oferecer atendimento integral aos portadores da doença. Serviços hospitalares especializados em oncologia até então, estão disponíveis em Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Ilhéus, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista e Juazeiro.

L.S./M.Tb.909-Ba
/cican/aniversário

Notícias relacionadas