Notícias /

Asma, doença que cresce no inverno

19/06/2015 19:52

Dados da Organização Mundial da Saúde indicam que são cerca de 300 milhões de pessoas com asma em todo o mundo. A doença é a principal causa de 250 mil mortes prematuras ao ano, passíveis de prevenção. No Brasil, a Iniciativa Global contra a Asma, GINA, encabeça movimento para reduzir as internações em 50% até 2015. Na Bahia, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) mantém atendimento especializado no Hospital Octávio Mangabeira para crianças e adultos.

No dia 21 de junho, se comemora no país o Dia Nacional do Controle da Asma. Neste dia, médicos e organizações de saúde buscam alertar a população sobre uma das doenças que mais levam os cidadãos aos serviços de urgência, registrando índice de mortalidade em torno de 3 mil óbitos ao ano somente no Brasil. Na Bahia, a Sesab atua com o ProAr, programa de extensão da Faculdade de Medicina, da Universidade Federal da Bahia (UFBa), na prevenção e controle da doença.

Sintomas e tratamento da asma

De acordo com os profissionais de saúde, para a doença crônica, na maioria das vezes de origem alérgica e relacionada à predisposição familiar, não existe cura. Mas tratamento e acompanhamento médicos podem controlar os sintomas, oferecer ótima qualidade de vida e permitir ao paciente realizar normalmente suas atividades do dia a dia, incluindo exercícios físicos.

O inverno é a época do ano em que mais ocorrem casos de asma. Um dos motivos é o fato de que, neste período, há aumento dos casos de resfriados e outras infecções virais, fatores importantes na precipitação de quadros agudos. Carpete, cortina e casa pouco iluminada, são um verdadeiro paraíso para os ácaros e um drama para crianças e adultos com asma. A doença causa falta de ar, chiado no peito e cansaço. Durante uma crise de asma, a pessoa sofre com a falta de ar. A doença não tem cura, mas há tratamento para controlá-la.

Os sintomas são causados pela inflamação das vias respiratórias que, durante a crise de asma, ficam estreitas, inchadas e sensíveis, dificultando a passagem do ar para dentro e fora dos pulmões. Falta de ar, tosse, chiado e sensação de aperto no peito, causados pela inflamação das vias respiratórias, que pode ser agravada por diferentes fatores, como alergias, vírus, poeira, fumaça, exercício físico, mudança de temperatura e até mesmo estresse, são sintomas da doença.

Ascom/Sesab
/asma/dia nacional

Notícias relacionadas