Notícias /

Laboratórios públicos visam mercado de R$ 2 bilhões

17/07/2015 21:30

Sete laboratórios farmacêuticos oficiais pretendem atender cerca de 40% da demanda de medicamentos da assistência básica do país, o que equivale a um mercado de R$ 2 bilhões anuais. Este foi um dos pontos discutidos durante a reunião do “Fórum de Laboratórios de Base Farmoquímica e Produtos para a Saúde”, realizada, nesta sexta-feira (17), na sede da Bahiafarma, unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), instalada em Simões Filho.

A ideia dos representantes das instituições é fortalecer os laboratórios para atender as demandas dos estados e municípios na atenção farmacêutica básica. “Focamos sempre no cidadão e a demanda de alguns medicamentos são negligenciadas pelos laboratórios privados”, afirma o diretor geral da Bahiafarma, Ronaldo Dias, que cita como exemplo remédios para anemia falciforme e leishmaniose.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, que participou do encontro, destacou a necessidade de os laboratórios trabalharem em sintonia para atender a demanda do Sistema Único de Saúde. “Queremos trabalhar em parceria, não como concorrentes, otimizando, desta forma, os recursos que os estados têm destinados à assistência farmacêutica”, ressalta o secretário.

Bahiafarma/ mercado 2 bi

Notícias relacionadas