Notícias /

Hospital Especializado Lopes Rodrigues comemora 53 anos de fundação

22/07/2015 14:46

A 1ª Mostra Científica do Hospital Especializado Lopes Rodrigues (HELR), que acontecerá no próximo dia 28, em Feira de Santana, vai marcar os 53 anos da instituição, comemorados amanhã (22). Fazendo parte das comemorações, a diretoria da unidade levou um grupo de 37 pessoas, que integra o projeto de reabilitação, para uma visita ao Museu Regional de Arte (MRA), localizado dentro do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), no mesmo município.

O Lopes Rodrigues, unidade que integra a rede própria da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), possui hoje 163 leitos, sendo que 123 estão ocupados por moradores de longa permanência, que aguardam o processo de desinstitucionalização para o Serviço de Residência Terapêutica (SRT), de municípios ou domicílios. De 2006 a 2015 (até 20 de julho), 64 pacientes saíram do hospital. Desses, 21 retornaram para suas famílias e 43 seguiram para residências terapêuticas. Para atender a pacientes agudos, o hospital dispõe de 40 leitos, divididos em: masculino (20) e feminino (20). Esses pacientes ficam na unidade até a estabilização da crise.

Mudança de perfil

De acordo com Iraci Leite da Silva, diretora do HELR, a mudança de perfil do hospital, atendendo às orientações preconizadas pela Reforma Psiquiátrica no país, promoveu a redução de internações de longa duração. “Neste processo de mudança, foram desativados os ambulatórios de adulto e infanto-juvenil, sendo os pacientes referenciados para os municípios de origem”, explicou.

O hospital serve ainda como campo de estágio para escolas de nível técnico e de nível superior. “Foi significativo o avanço, o processo de desinstitucionalização em 2014, com a implantação dos SRT’s nos municípios de Iaçu, Coração de Maria, Araci e Euclides da Cunha. Outro processo que vale salientar é o retorno de moradores para a família, trabalho esse minucioso da equipe de desinstitucionalização em identificar, trabalhar, resgatando vínculos familiares. Atualmente, a equipe trabalha com 37 moradores e suas famílias na perspectiva de retorno familiar e 86 moradores aguardam a saída para residências terapêuticas”, esclarece a diretora.

Este é o Hospital Lopes Rodrigues

Fundado em 22 de julho de 1962 pelo psiquiatra Carlos Alberto Kruschewsky, teve como nome “Hospital Colônia Lopes Rodrigues”. Iniciou com uma lotação de 31 pacientes de longa permanência, e com uma estrutura física de quatro pavilhões que foram destinados para pacientes de longa permanência (masculino e feminino) e pacientes agudos do mesmo gênero.

Na década de 80, criou-se o Núcleo Agrícola de Reabilitação (NAR) com capacidade para 500 leitos, cuja proposta era acolher 400 pacientes oriundos do Hospital Juliano Moreira e 100 pacientes crônicos dos pavilhões, no entanto chegou a acolher 800 moradores. O NAR tinha como objetivo, a reabilitação do portador de transtorno mental, através do trabalho agrícola, realizado pelo grupo de terapeutas ocupacionais pertencentes ao quadro de funcionários, com apoio técnico da Ematerba. Nesse mesmo período, foram implantados dois ambulatórios, sendo um para adulto e outro para infanto-juvenil.

L.S./M.Tb.909-Ba
/lopes rodrigues/53 anos

Notícias relacionadas