Notícias /

Diretores de hospitais são capacitados pela Sesab em curso no HGRS

31/07/2015 21:22

Gerir um hospital, especialmente um hospital público, não é tarefa das mais fáceis. É, sim, um desafio para qualquer gestor, por mais qualificado, daí a necessidade de atualização constante. Pensando nisso, a Sesab – Secretaria da Saúde do Estado da Bahia – promove o Curso de Capacitação em Gestão Hospitalar, voltado para diretores médicos e administrativos dos hospitais da Rede Própria. O curso terá duração de seis meses, com certificado emitido pela EESP – Escola Estadual de Saúde Pública.

A aula inaugural foi ministrada hoje (31), no Auditório do prédio Anexo do Hospital Geral Roberto Santos, pelo superintendente da Central Estadual de Regulação, José Saturnino Rodrigues, administrador hospitalar pós-graduado pela UFBA, professor, e que já exerceu cargos de direção em diversos hospitais, a exemplo do Santa Izabel, Ana Néri, Hospital Aeroporto e no próprio HGRS, além de ter sido Secretário municipal de Saúde. O curso terá 72 horas/aula, ocorrendo a cada 15 dias nas sextas-feiras até o mês de dezembro.

Instrutor em várias modalidades, José Rodrigues enfocou o tema “Gestão estratégica”. A partir da exibição de “case” sobre o hospital Santa Izabel, ele discorreu sobre o planejamento estratégico de um hospital em seus vários aspectos, desde a definição dos pilares Missão, Visão e Valores, até o papel que um gestor deve desempenhar na instituição. “O gestor deve chegar em um lugar não para ser mais um, mas para ser diferente; não para ser comparado aos medianos, mas aos melhores”, ensina.

Da humanização à economia

No conteúdo programático do curso, a variedade reflete a complexidade da gestão hospitalar: administração, corpo clínico, acolhimento e humanização, economia na saúde (gestão financeira, planejamento e orçamento, noções de custos, faturamento SUS), marketing hospitalar, documentação legal, serviços estatísticos, relacionamento com órgãos como Procuradoria Geral, Tribunal de Contas e Corregedoria, auditoria do SUS, exigências da Vigilância Sanitária, relacionamento com Central de Transplantes e Hemoba, administração de materiais, engenharia clínica e manutenção, tecnologia da informação, gestão de contratos, gestão do SUS, hotelaria, higienização e lavanderia, coleta seletiva.

Estão listados, além de Rodrigues, outros instrutores, entre eles o chefe de Gabinete da Sesab, Fernando Daltro Jr.; Ita de Cácia Cunha, superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde; Eraldo Moura, coordenador estadual de Transplantes; Maria Conceição Queiroz; Alice Mendonça; José Raimundo; Marcus Monteiro; Andréa Santana; Maria Luiza Ludwig; Paulo de Tarso; Ana Paula; Carvalhal; Ana Cátia Mendonça; Cláudia Carvalho. Para obter o certificado, é necessário registro de frequência de 75% da carga horária total e nota de avaliação ao final do curso.

B.F. – Jornalista DRT/BA 1158

Notícias relacionadas