Notícias /

MEC avança na federalização de hospitais na Bahia

25/08/2015 17:37

A expansão dos cursos de medicina em universidades federais na Bahia e o compromisso da Secretaria da Saúde do Estado em comprar serviços de média e alta complexidade, o que garante fonte suplementar de financiamento, ampliou o interesse do Ministério da Educação em federalizar hospitais na capital e no interior. No total, já são quatro em vista: Hospital Ana Nery, Hospital Nair Alves de Souza, Hospital Eurico Dutra e Hospital Regional de Teixeira de Freitas.

Nesta quarta-feira (26), em Brasília, mais um passo para federalizar o Hospital Nair Alves de Souza (HNAS), em Paulo Afonso, será dado. Um acordo para a transferência da unidade de saúde,  que atualmente é administrada pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), para a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) será assinado na sede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), órgão ligado ao Ministério da Educação e responsável pela gestão dos hospitais universitários no Brasil.

O encontro terá a presença do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e da vice-presidente da Ebserh, Jeanne Michel, que ontem (24) visitou unidades de saúde nos municípios de Teixeira de Freitas e Barreiras com a mesma perspectiva de federalização, além de representantes da universidade, Chesf e parlamentares.

De acordo com o secretário Fábio Vilas-Boas há interesse do Estado em descentralizar os serviços de média e alta complexidade e fortalecer o papel de hospitais regionais e universitários como centros de excelência na pesquisa e assistência. “Com base em metas e pagamento por produtividade, temos estimulado a melhoria da gestão e o profissionalismo. No Hospital Nair Alves de Souza, que em breve serão instalados 20 leitos de UTI Adulto e UTI Neonatal com recursos oriundos de emendas parlamentares, o Estado terá um papel importante adquirindo esses serviços, garantindo assim o fluxo financeiro adequado para a realidade do hospital”, afirma o secretário.

Federalização

O Hospital Eurico Dutra, em Barreiras, é uma das unidades que foram visitadas ontem e devem ser incorporadas pela Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), mas na avaliação da vice-presidente da Ebserh, Jeanne Michel, a unidade que foi construída na década de 40 ainda precisa de estudos sobre a sua vocação. “Ele está operando dentro da sua capacidade e a transformação em hospital universitário precisa de avaliação técnica e acordos entre os secretários de saúde do município e do Estado, além da universidade. Ele será avaliado por uma equipe técnica e é possível fazer uma adaptação das estruturas existentes para outra função no futuro e, eventualmente, até construir uma nova área, o que depende da vocação que se pretende dar a esta unidade”, pontua Jeanne Michel, ao ressaltar que um planejamento cuidadoso está em curso.

Já em Teixeira de Freitas, o Hospital Regional, que já é referência em neurocirurgia, hemodinâmica, além de cirurgia cardíaca e ortopédica, será avaliado para fins de incorporação pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), cuja sede do curso de medicina será no município.

Notícias relacionadas