Notícias /

Postura adequada é fundamental para prevenir doenças osteomusculares

28/08/2015 17:18

O mais moderno mobiliário no ambiente de trabalho, que obedeça aos princípios da Ergonomia não evitará as dores nas costas e no pescoço após,  seis a oito horas de trabalho, sem uma  postura adequada e sem  pequenas paradas para o relaxamento. A orientação foi passada aos servidores do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba) na palestra – convite sobre “Escola de Postura”, do fisioterapeuta Paulo Lessa, especialista em Fisioterapia Ortopédica.

A palestra, atividade do Serviço Integral de Assistência a Saúde do Trabalhador (Siast), do Cedeba, que se insere no Programa de Atenção Integral a Saúde do Trabalhador (Paist) desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), teve o propósito de  motivar os servidores para a Escola da Postura, que será desenvolvida na unidade em setembro com quatro encontros semanais de  50 minutos. O programa, já desenvolvido no Cepred e no Creasi, tem o objetivo de educar e orientar os servidores sobre os cuidados com a postura, formando multiplicadores.

Relaxar é preciso

A palestra de Paulo Lessa teve vários exercícios práticos para mostrar aos servidores a importância do relaxamento, prática que é ainda mais essencial àqueles que não costumam praticar atividade física. Quem trabalha sentado, precisa levantar e relaxar a cada  duas horas e fazer movimentos  simples que ajudam a manter a saúde da coluna.

O fisioterapeuta mostrou a importância dos cuidados com o corpo que ele define como “máquina única, ao contrario das demais máquinas, como os computadores, por exemplo, que podem ser trocados quando ficam velhos”. Por isso – destacou – cada pessoa deve ser o vigilante do próprio corpo para evitar os problemas osteomusculares.

Atualmente, além do longo tempo sentado no trabalho, as pessoas continuam na mesma posição em casa, usando computadores, notebooks, tablets e smart fones. Hoje crianças de pouca idade já utilizam tablets. Os pais devem dar exemplo aos filhos sobre a maneira correta de sentar, para garantir a saúde do aparelho locomotor.

Práticas interativas

Após a palestra sobre “Escola da Postura”, os servidores  do Cedeba  tiveram a apresentação  da médica  infectologista  Diana Brasil Pedral  Sampaio sobre Práticas Integrativas e Complementares do Hospital das Clínicas  que  serão implantadas no Cedeba. Inicialmente para os servidores e, em seguida, para os pacientes.

São práticas que utilizamos conhecimento da cultura africana, indígena e chinesa. No Hospital das Clínicas, as práticas integrativas foram introduzidas em 2012 com 180 pacientes e hoje já atinge perto de 3 mil. Já  foram aprovadas pelo Ministério da  Saúde, as seguintes práticas integrativas e complementares, segundo Diana Brasil Pedral Sampaio: homeopatia, fitoterapia, Medicina tradicional chinesa, Medicina Ayuvédica, antropsófica e terapia com água. Na avaliação da médica, são praticas que trazem procedimentos menos agressivos e de baixo custo.

Ascom Cedeba
/cedeba/postura

Notícias relacionadas