Notícias /

Projeto qualificará profissionais para atenção ao uso de álcool e outras drogas

04/09/2015 15:03

Qualificar um número estimado em 3.200 profissionais de 20 municípios baianos considerados prioritários do Pacto pela Vida é a proposta do projeto de capacitação em atenção ao uso de álcool, crack e outras drogas, iniciativa conjunta da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Faculdade de Medicina da UFBa e Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcanti (ARD-FC), por meio do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (-Ad) Gregório de Matos. Inicialmente o projeto contemplará 10 municípios, entre eles Salvador, Lauro de Freitas e Camaçari, onde já está acontecendo a mobilização de profissionais envolvidos na capacitação.

Profissionais da rede de atenção psicossocial dos municípios em atenção ao uso de drogas, com foco principal nas equipes de Caps, e representantes de áreas intersetoriais – ação social, justiça e segurança – serão beneficiados com a capacitação, que deverá resultar no fortalecimento da articulação no cuidado em rede aos usuários de álcool, crack e outras drogas. Durante o treinamento, será também discutida a elaboração/aprimoramento do plano de ação do Pacto pela Vida nos municípios.

O projeto de capacitação em uso de álcool, crack e outras drogas será desenvolvido através de aulas presenciais, estudo de casos, rodas de conversa e atividades reflexivas, com carga horária de 16 horas, e oito horas semanais de atividades de ensino à distância (EAD), durante quatro semanas. Durante o período de EAD haverá discussão de até quatro situações-problema ou casos clínicos, bem como espaço de esclarecimento de dúvidas com profissionais do Caps-Ad Gregório de Matos.

Conteúdo

O conteúdo do projeto de capacitação será desenvolvido através de três eixos programáticos: aspectos sócio antropológicos do uso de drogas, aspectos clínicos relacionados ao uso de drogas e articulação em rede na assistência aos usuários de drogas e familiares. Dentro desses eixos programáticos serão enfocadas questões como políticas sobre drogas no Brasil e no mundo, proibicionismo e redução de danos, dimensões do uso de drogas, tipos de drogas e principais efeitos no organismo, atenção clínica a populações específicas (criança e adolescente, população em situação de rua, alcoolista, usuários de crack e pessoas em cumprimento de medida judicial), recursos de tratamento e acompanhamento e atenção em situação de crise.

Pacto pela vida

O Pacto pela Vida é definido como uma nova política pública de segurança, construída de forma pactuada com a sociedade, articulada e integrada com o Poder Judiciário, a Assembléia Legislativa, o Ministério Público, a Defensoria Pública, os municípios e a União. A estratégia envolve esforços de treze Secretarias de Estado, com o objetivo principal de reduzir os índices de violência, com ênfase na diminuição dos crimes violentos letais intencionais e crimes violentos contra o patrimônio. No âmbito social, o Pacto prevê ações de prevenção social, executadas por diversas secretarias de Estado, inclusive a Sesab, voltadas para a população vulnerável das áreas identificadas como críticas em termos de criminalidade, de modo a reafirmar direito e dar acesso a serviços públicos indispensáveis. Além disso, são realizadas ações relacionadas à prevenção, tratamento e reinserção social de usuários de substâncias psicoativas – álcool, crack e outras drogas.

O Caps Ad Gregório de Matos está localizado no Terreiro de Jesus, na Faculdade de Medicina da UFBa. O centro integra as ações do Programa Estadual Pacto pela Vida e do plano federal “Crack, é possível Vencer”. O Caps funciona como um serviço docente-assistencial, com a finalidade de capacitar e formar profissionais especializados para atuação em centros de atenção psicossocial (CAPs) de álcool e outras drogas, visando a promover apoio aos municípios baianos para a estruturação de redes de atenção integral a usuários de álcool e outras drogas. Dentro da vertente assistencial, o Caps Ad Gregório de Matos se constitui numa resposta às demandas dos usuários de substâncias psicoativas de Salvador, em particular do Centro Histórico.

A.G. Mtb 696/Ba
Saúde Mental/capacitação

Notícias relacionadas