Notícias /

“Caminhada pela Vida” encerrará a Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos

23/09/2015 13:39

Encerrando a programação da Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio da coordenação do Sistema Estadual de Transplantes (Coset), promoverá no próximo domingo (27), a partir de 8h30, no Dique do Tororó, em Salvador, a “Caminhada pela Vida”, com o objetivo de alertar a população para a importância da doação de órgãos e tecidos para transplantes.

O evento reunirá transplantados, profissionais de saúde, pacientes em fila de espera para transplantes, familiares e associações de pacientes. No local, haverá um estande onde serão distribuídos brindes e materiais informativos sobre o tema e oferta de serviços como aferição de pressão arterial e medição do índice glicêmico.

A caminhada tem a parceria da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), que disponibilizará água mineral durante o percurso. A estimativa é que cerca de 700 pessoas participem do evento, que acontece no dia dedicado aos santos gêmeos, Cosme e Damião, considerados padroeiros dos transplantes.

A Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos foi iniciada com o lançamento, pelo governo do Estado, da Política Estadual de Incentivo aos Transplantes, que prevê investimento de mais de R$ 10 milhões/ano para incrementar desde a doação até a fase de acompanhamento pré e pós transplante, passando pela captação de órgãos e tecidos. A ideia proposta é que os recursos sejam utilizados para reduzir as dificuldades na realização de transplantes, incluindo estímulo financeiro às equipes médicas e hospitais, até o investimento em equipamentos, exames e medicamentos de alto custo na capital e interior.

Atualmente, mais de 2 mil baianos aguardam por um transplante de órgãos. Com a nova política, espera-se, já no primeiro ano, zerar a fila de espera por transplante de córnea, reativar o transplante de coração, parado desde 2009, ampliar significativamente os transplantes de rim, fígado e medula óssea, bem como realizar o primeiro transplante de pulmão.

A.G. Mtb 696/Ba
Central de Transplantes/caminhada

Notícias relacionadas