Notícias /

Iperba discute casos de sífilis

10/11/2015 17:36

O Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba) realizou nessa terça-feira o I Encontro da Região Distrital do Iperba para discussão sobre a sífilis, doença sexualmente transmissível. O evento reuniu profissionais e estudantes de saúde do Iperba, além de representantes dos Distritos Barra/Rio Vermelho, Boca do Rio, Brotas e Saramandaia. A ideia do Encontro partiu do Colegiado Ampliado, reunião que acontece mensalmente com os representantes de cada Distrito e Colegiado Gestor do Iperba.

O objetivo de realizar uma reunião mais abrangente partiu da necessidade de discutir os casos de sífilis, já que o número de casos da doença está aumentando nos registros da unidade. A bactéria causadora da sífilis pode gerar, em um estágio mais avançado: dores musculares, febre, dor de garganta, dificuldade para deglutir, complicações ósseas, renais e neurológicas. A sífilis também pode ser congênita, isto é, a mãe infectada transmite a doença para o bebê através da placenta, cordão umbilical e líquido amniótico.

A sífilis tem cura, e a mulher internada no Iperba pode ser acompanhada na própria unidade, juntamente com o seu companheiro. O Encontro também discutiu estratégias para garantir o tratamento do casal infectado, assim como prevenções e controle mais eficaz da doença.

O evento foi aberto pela diretora do Iperba, Dolores Fernandez, e teve palestra sobre Sífilis Congênita, com a médica Simone Figueredo e a neonatologista Ana Luiza Paz; Situação Epidemiológica da Sífilis Gestacional e Congênita do Iperba, a cargo de Neusa Dourado, da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Iperba; Opção Terapêutica para o Tratamento da Sífilis, com apresentação da experiência do Iperba, pela farmacêutica Carla Sena do Iperba; Vigilância Epidemiológica, com Ana Rita Clemente, da Vigilância Epidemiológica (Distrito de Brotas), e mesa redonda sobre Estratégias para Redução da Transmissão Vertical da Sífilis a Nível Distrital.

Ascom do Iperba
Iperba/Sífilis

Notícias relacionadas