Notícias /

Iperba completa 40 anos de serviços prestados à população

11/11/2015 15:28

“O Iperba teve um significado especial na minha vida, uma vez que foi o meu primeiro emprego. Aqui tive meu amadurecimento profissional e cresci como pessoa. O meu desenvolvimento humano se deu aqui. Trabalho aqui desde 1980 e posso dizer que essa é minha segunda família.” Essas são as palavras de Nilcely Pessoa, enfermeira do Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba), maternidade que completa hoje (11 de novembro), 40 anos de serviços prestados à comunidade.

Desde 1975, são quatro décadas dedicadas à saúde da mulher e do recém nascido. Com a missão de prestar assistência nas áreas de ginecologia, obstetrícia, neonatologia, e servir como campo de ensino e pesquisa, o Iperba possui hoje 600 funcionários ligados à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), atuando nas áreas da saúde e administrativa.

Mais de 127 mil partos

Nos últimos 20 anos, o instituto realizou mais de 127 mil partos. Atualmente, com 100 leitos de ginecologia/obstetrícia e unidade semi-intensiva neonatal, realiza uma média mensal de 1.800 atendimentos, 340 partos por mês, 40 cirurgias e 40 procedimentos de curetagem. A paciente Carolina de Souza Prazeres recebeu alta com o seu bebê na última terça-feira, e relata ter ficado satisfeita com o atendimento que recebeu: “Gostei muito do tratamento que tive aqui. Estou feliz”, afirmou.

Cada vez mais especializado no atendimento ao seu público alvo, o Iperba oferece diversos serviços hospitalares. “O meu grande objetivo quando assumi a gestão foi dar cada vez mais complexidade à instituição. Por isso, contratamos mais profissionais e inserimos novas especialidades”, relata Dolores Fernandez, diretora geral do Iperba. Neste intuito, a unidade oferece aos seus recém-nascidos teste do olhinho, orelhinha e do coraçãozinho; as parturientes recebem orientações odontológicas e cuidados com a saúde bucal dos bebês. Primeiro cartório interligado a uma maternidade do Estado da Bahia, as crianças nascidos na maternidade já saem com o seu registro civil. Além disso, também já são emitidos atestados de óbito. É também a única maternidade da Sesab que possui Banco de Leite Humano.

Ampliação das atividades

Em 2003, o Instituto de Perinatologia da Bahia ampliou suas atividades e inaugurou seu ambulatório, passando a prestar um maior úmero de consultas periódicas de ginecologia e pré-natal. Hoje, a unidade de saúde desenvolve também atendimentos de planejamento familiar, preventivo, sexologia, mastologia, estimulação precoce e tratamento de endometriose. Além disso, realiza exames de ultrassonografia obstétrica, ginecológica, abdômen total e transfontonela.

“Para mim é um prazer trabalhar com a equipe do Iperba. São profissionais comprometidos que dão assistência qualificada à população”, afirma a diretora. Sempre prezando o bom atendimento, o Iperba é pioneiro em diversos serviços e participa de diferentes projetos, visando atender às necessidades da população.

O Iperba é a única maternidade do Estado da Bahia autorizada a realizar interrupção da gestação nas situações previstas em lei; presta atendimento às mulheres vítimas de violência sexual; dispõe de equipe multidisciplinar especializada no atendimento aos adolescentes; possui enfermaria equipada para o método Mãe Canguru e é Hospital Amigo da Criança (apoiadora do aleitamento materno).

Histórico

O Instituto de Perinatologia da Bahia – Iperba foi fundado em 11 de novembro de 1975, com recursos obtidos através de doações do governo e de grupos suíços, com o objetivo de atender à população carente e servir como maternidade escola, vinculada à Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, tendo como órgão mantenedor a Fundação Bahiana para o Desenvolvimento da Medicina (FBDM).

Funcionou como maternidade modelo e polo de especialização para médicos do INAMPS, pela disponibilidade e qualidade dos recursos, na vanguarda da tecnologia aplicada às especialidades de obstetrícia, neonatologia (1º serviço na Bahia), ultrassonografia (3º serviço instalado no Brasil), monitorização fetal, pesquisa bioquímica fetal e amniótica e alojamento conjunto.

A partir da década de 80, pela falta de recursos, a maternidade entrou em processo de declínio na estrutura física e de equipamentos, sendo fechada em fevereiro de 1988.

O Governo do Estado, diante do histórico de 9.000 atendimentos/ano, reivindicações da comunidade local e da declaração da FBDM de não dispor de recursos para a continuidade do atendimento, desapropriou o imóvel em 1987, a fim de adotar providências necessárias à reforma do espaço físico e retorno do atendimento à população.

A maternidade ficou desativada por três anos. Em novembro de 1990, as obras foram iniciadas e concluídas após 106 dias. Em janeiro de 1991, o Iperba foi reinaugurado pela Sesab e completa, este ano, 40 anos de serviços prestados à comunidade.

Ascom Iperba
/iperba/40 anos

Notícias relacionadas