Notícias /

Oficina vai discutir hábitos alimentares das crianças indígenas

13/11/2015 12:02

Acontece em Euclides da Cunha, no período de 23 a 27, a IV Oficina de Formação de Tutores da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, voltada para profissionais que atendem à população indígena. A estratégia funciona como um instrumento que reforça e incentiva a promoção do aleitamento materno e a alimentação saudável para crianças menores de dois anos, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para a formação de hábitos alimentares saudáveis desde a infância.

Serão 25 novos tutores, que contribuirão para a melhoria da qualidade de vida das crianças indígenas da Bahia. Essa estratégia tem se expandido nos estados brasileiros, através da realização de oficinas de formação de tutores, voltadas tradicionalmente para profissionais de atenção básica e referência de alimentação e nutrição das secretarias municipais de saúde.

O encontro é promovido pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), através da Diretoria de Gestão do Cuidado/Área Técnica de Alimentação e Nutrição, Saúde Indígena e Saúde da Criança. Esta é uma parceria com a Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde de Euclides da Cunha, o Distrito Sanitário Especial Indígena da Bahia e a Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar.

Na Bahia, indicadores de saúde do Sistema de Informação de Atenção à Saúde Indígena e pesquisas recentes como o Projeto do Fundo das Nações Unidas para a Infância- UNICEF “Conversando Sobre Alimentação e Nutrição da Criança Indígena no Sertão Baiano”, que identificou o uso precoce e frequente de alimentos industrializados na alimentação das crianças indígenas pequenas, apontam para a necessidade de qualificação de um público alvo antes não alcançado, os profissionais que atendem aos indígenas baianos.

Ascom/Sesab
/saúde indígena/oficina

Notícias relacionadas