Notícias /

Iperba comemora Dia Mundial da Prematuridade

18/11/2015 14:49

O Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba) comemorou nessa terça-feira, 17, o Dia da Prematuridade. O evento, organizado pelas colaboradoras da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucinco), teve como objetivo apresentar o trabalho desenvolvido pela equipe, assim como ressaltar os cuidados adequados para um recém-nascido prematuro.

Toda a equipe multidisciplinar da Ucinco – técnicos de enfermagem, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos e médicos – trajavam camiseta feita especialmente para o dia. Na ocasião, a enfermeira Fabiana Kubiak e a fisioterapeuta Érika Moitinho fizeram a abertura do evento e discorreram sobre a importância de ter um dia de sensibilização para a prematuridade.

As enfermeiras Soraya Caíres e Tatiana Luz, juntamente com a médica Maria Alice Andrade, mostraram o perfil e dados estatísticos da Ucinco do Iperba. Como convidada, a docente e fisioterapeuta Tatiane Falcão ministrou uma palestra sobre os cuidados globais ao recém-nascido prematuro.

Também foram apresentados dois vídeos com fotografias de bebês prematuros, além de depoimentos presenciais de mães que vivenciaram a realidade da prematuridade, no qual é possível perceber a superação dessas crianças. Uma delas disse: “Vocês são como uma mãe para nossos filhos”.

À tarde, o evento foi dedicado às mamães de bebês prematuros, que tiveram seus filhos internados na Ucinco do Iperba e freqüentam o serviço de Estimulação Precoce da unidade. O professor de música, Gabriel Macedo, foi convidado para realizar uma atividade de musicalização infantil.

De acordo com o Ministério da Saúde, a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal – também conhecida como Unidade Semi-Intensiva – são serviços destinados ao atendimento de recém-nascido considerados de médio risco e que demandem assistência contínua. Para o seu funcionamento é necessário ter ambiência e estrutura física que atendam às normas estabelecidas pela Anvisa, além de equipe multidisciplinar destinada exclusivamente a este serviço.

Em 2013 o Iperba passou por uma reestruturação física para atender às exigências do Ministério da Saúde. No ano de 2014, a mortalidade perinatal – feto que morreu dentro do útero ou durante o parto e, recém-nascidos na primeira semana de vida – foi de 14,2%. Tomando como base o ano de 2007, a mortalidade perinatal baixou de 26,7% para 14,2%, alcançando seu menor índice em 2013 de 12,1%.

Fonte: Ascom Iperba
/iperba/prematuridade

 

Notícias relacionadas