Notícias /

Sesab anuncia quitação de repasses de 2015 de Saúde da Família e Samu

17/12/2015 20:28

Todos os repasses estaduais de 2015, referentes à Estratégia de Saúde da Família e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), estarão nos fundos municipais de saúde ainda este mês. O anúncio foi feito pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, nesta quinta-feira (17), durante a 235a Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), realizada no auditório da sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador.

Atualmente, o Estado repassa R$1.500 por equipe de Saúde da Família. A Bahia dispõe hoje de 3.323 equipes distribuídas nos 417 municípios, cobrindo 71% da população. O Samu 192, conforme portaria ministerial, conta com 25% do financiamento do estado, 50% do Ministério da Saúde e os outros 25% do município. O montante da verba repassada pela Secretaria da Saúde do Estado para os municípios, chega a cerca de R$4 milhões por mês, para a manutenção das 318 ambulâncias e 19 centrais de regulação do SAMU que atendem a mais de 80% dos habitantes baianos.

Combate ao mosquito Aedes aegypti

Também na reunião da CIB, foi feita uma apresentação sobre o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e zika. A idéia é que as escolas funcionem como espaço de aprendizado para a redução do vetor. O projeto, que é uma parceria entre as secretárias da Saúde e Educação do Estado, prevê que conteúdos sejam introduzidos durante as aulas de forma contínua.

Consórcios de Saúde

O secretário Fábio Vilas-Boas ainda fez uma apresentação sobre Consórcios de Saúde. Em sua exposição, o Vilas-Boas falou que a estratégia é juntar municípios para prover serviços especializados em uma estrutura pública com qualidade e a um custo viável. Ele acrescentou ainda que o governo do estado será um co-financiador do serviço, incentivando a formação dos consórcios para a expansão dos serviços de saúde, principalmente no interior baiano. O estado financiará 40% dos custos mensais e os municípios pactuados ficarão responsáveis pelos 60% restantes.

L.R. DRT 2.600/BA
/geral/cib e ces/cib235

Notícias relacionadas