Notícias /

HEC realizou mais de 23 mil atendimentos de urgência e emergência em 2015

30/12/2015 12:34

O Hospital Estadual da Criança (HEC) realizou um total de 23.741 atendimentos de urgência e emergência ao longo deste ano, mais precisamente entre os dias 01 de janeiro e o início da manhã de terça-feira (29).

Além disso, foram realizados no mesmo período, 21.193 atendimentos no ambulatório da unidade hospitalar e 2.954 cirurgias. Segundo o superintendente do HEC, Márcio Lima, os números em questão atingiram a meta estabelecida pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

“Desde que a Liga Álvaro Bahia assumiu a gestão do HEC, estamos nos empenhando para alcançar mensalmente as metas estabelecidas pela Sesab. Ficamos contentes com o alcance e estamos trabalhando para manter este padrão ao longo de 2016. Parabenizo todos os profissionais do HEC pela dedicação no trabalho realizado, buscando oferecer um serviço de qualidade cada vez melhor para a população”, afirma.

Sobre o hospital – O HEC, que completou 5 anos de funcionamento em agosto deste ano, dispõe de 156 leitos ativos, dentre eles 40 leitos no primeiro andar da unidade hospitalar, voltados para o berçário, as UTI’s pediátricas e a UTI Neonatal; um andar destinado à clínica médica (3º andar); um andar destinado à clínica cirúrgica (4º andar, ala A) e à clínica cardiológica e nefrológica (4º andar, ala B), além de um andar voltado para pacientes oncológicos (5º andar).

No ambulatório da unidade hospitalar são atendidos pacientes que demandam consultas com pediatra, cirurgião pediatra, neuropediatra, neurocirurgião, ortopedista, cardiologista, urologista, gastroenterologista, hematologista, nefrologista, pneumologista, cirurgião de mão, infectologista, além de cirurgião buco-maxilo-facial, nutricionista e fisioterapeuta.

Na emergência do HEC, os atendimentos são realizados através do Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR), ou seja, segue um sistema de triagem hospitalar criado pelo Ministério da Saúde, que classifica o paciente conforme a prioridade com relação ao seu risco de saúde. Então, os pacientes classificados como “vermelhos” e “amarelos” são atendidos prioritariamente – aqueles que possuem risco de vida imediato e agravo de saúde significativo, respectivamente.

Ascom do HEC
Hospital da Criança/atendimento

Notícias relacionadas