Notícias /

Estado investe na abertura de nova maternidade em Feira de Santana

20/01/2016 15:10

Com o investimento estimado em R$ 500 mil, em equipamentos e adequações estruturais no Hospital Estadual da Criança (HEC), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) implantará uma nova maternidade para gestantes de alto risco no município de Feira de Santana, que será referência para todo o estado. O anúncio foi realizado pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, nesta quarta-feira (20), durante visita a unidade hospitalar.

De acordo com o secretário, o projeto prevê 70 leitos, sendo 50 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTI neonatal e 10 leitos de UTI adulto somente para gestantes. “Estamos ampliando e descentralizando a rede de atenção materno-infantil de alto risco em toda a Bahia, a exemplo da recente inauguração de 43 novos leitos de UTI neonatal e semi-intensiva pediátrica no Hospital Geral Roberto Santos”, afirma Fábio Vilas-Boas.

Conforme Márcio Lima, superintendente do HEC, a implantação de uma nova maternidade em Feira de Santana vai contribuir significativamente para melhorar os atendimentos no Estado. “Considero uma tendência quando as unidades pediátricas tornam-se unidades materno-infantis. Fico feliz que o HEC tenha se enquadrado nesta tendência e parabenizo o secretário pela iniciativa”, declara.

O projeto prevê que a maternidade para gestantes de alto risco será 100% regulada, ou seja, atendimento das gestantes não ocorrerá a partir da demanda espontânea da população. A expectativa é que a maternidade comece a funcionar ainda no início do segundo semestre, período este que o processo licitatório para a gestão do Hospital Estadual da Criança deverá ter sido concluído.

Outros investimentos estão previstos para 2016, como a duplicação da capacidade do Hospital João Batista Caribé, em Salvador, e a requalificação de 25 maternidades em todo o estado, com investimentos estimados em R$ 80 milhões.

Dados

Segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), até 2015, em toda a Bahia existiam 314 leitos de UTI Neonatal, sendo 208 exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS). No que se refere aos leitos pediátricos, a Bahia possuía 132 leitos, sendo 104 públicos.

O município de Feira de Santana possui três unidades hospitalares com atendimento obstétrico pelo SUS, que totalizam 163 leitos, assim distribuídos: Hospital Geral Clériston Andrade (28 leitos), Hospital da Mulher Inácia Pinto (89 leitos) e o Hospital Mater Dei (46 leitos). Atualmente a principal referência para gestantes de alto risco é o Hospital Geral Clériston Andrade.

Ascom/Sesab
/hec/maternidade

Notícias relacionadas