Notícias /

Representante do Ministério da Saúde conhece Ambulatório de Reflexologia Podal do CEDEBA

29/01/2016 21:28

O alívio nas dores dos pés e a sensação de relaxamento e bem-estar que a Reflexologia Podal proporciona são maravilhosos, na avaliação da paciente do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, Gilda da Silva Santos, 61, diabética há sete anos. Hoje ela fez a segunda sessão, tendo antes passado pelo Reiki, mas quer continuar porque os resultados são muito bons, na sua avaliação.

O atendimento de Reflexologia podal e Reiki, iniciado no Cedeba, em novembro, vem sendo bem aceito pelos pacientes. Segundo a coordenadora Técnica do Cedeba, a endocrinologista Flávia Resedá, a procura é muito grande e ninguém falta. Os profissionais são estagiários do curso de Reflexologia Podal, ministrado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), pela professora Luisa Houber, que acompanha o atendimento no Cedeba.

Os trabalhos do ambulatório hoje foram acompanhados pela coordenadora geral de Áreas Técnicas (CGAT), do Departamento de Atenção Básica, do Ministério da Saúde, Renata Costa. Ela veio a Salvador conhecer e filmar a experiência da UFBA com a Farmácia Terra para o curso de Plantas Medicinais e Fitoterapias, dentro da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) do SUS, que está completando 10 dez anos. Aproveitou para conferir as experiências do Cedeba em práticas alternativas e complementares que nasceram de cooperação técnica com a UFBA.

Embora a PNPIC tenha institucionalizado a Medicina Tradicional Chinesa – Acupuntura, Homeopatia, Fitoterapia, Medicina Antoposófica e o termalismo social-crenoterapia, segundo a representante do Ministério da Saúde, muitas outras práticas vêm sendo desenvolvidas nos estados e devem, aos poucos, serem incorporadas pela PNPIC. Na sua avaliação, já houve avanços importantes, mas a adoção de práticas alternativas ainda tem muito que avançar.

Ascom/Cedeba
Reflexologia

Notícias relacionadas