Notícias /

Atendimentos por arma de fogo tem redução de 85%

09/02/2016 22:24

Este ano, até as 17h de hoje (09), último dia do carnaval, o sistema de ocorrências da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) aponta que, em relação ao ano passado, caiu em 85% o número de atendimentos por arma de fogo nas unidades de plantão. Foram três ocorrências desse tipo, sendo duas (02) atendidas no Hospital Geral do Estado e uma (01) na Unidade de Emergência do Curuzu. No ano passado, no mesmo período, foram registradas 20 ocorrências por arma de fogo no circuito.

Hoje, terça-feira de carnaval, a Sesab informa que até as 17h, foram atendidas 142 pessoas oriundas do circuito do carnaval. Destas, 78 foram atendidas no Hospital Geral do Estado, 17 no Hospital Menandro de Faria (Lauro de Freitas), 17 no Hospital Geral Ernesto Simões Filho, sete (7) no Hospital Eládio Lasserre, seis (6) no Hospital Roberto Santos, seis (6) no Hospital do Subúrbio, cinco (5) na Unidade de Emergência de Cajazeiras, quatro (4) na Unidade de Emergência do Curuzu e duas (2) na Unidade de Emergência de Pirajá.

Agressão física (84) marcou a maioria das ocorrências, seguida por queda (17), agressão com arma branca (16), oito (8) por complicação de doença pré-existente, seis (6) por atropelo, (3) por arma de fogo, (3) por intoxicação exógena, (2) por ferimento acidental, (2) por colisão e 01 por exposição ao fogo. A maioria das ocorrências foi verificada no circuito Dodô (Barra – Ondina), em seguida no circuito Osmar (Campo Grande). No carnaval dos bairros, o Nordeste de Amaralina apresentou mais ocorrências do que o Pelourinho, que é o circuito Batatinha.

Inspeção da Corregedoria da Sesab

A equipe da Corregedoria da Sesab visitou nesta terça-feira (09/02) os hospitais: Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, Hospital Geral Roberto Santos e o Hospital Geral Ernesto Simões Filho, Geral do Estado, as unidades de emergência do Curuzu, Pirajá e Cajazeiras, e também a Central Estadual de Regulação. Na oportunidade, a equipe conversou com 215 profissionais e notificou 27 por falta ou troca de plantão sem aviso prévio.

Este ano, durante os dias de Carnaval, as equipes da Corregedoria da Sesab inspecionam as unidades estaduais de saúde, visando o cumprimento das escalas de plantão dos servidores. Trabalham duas equipes por dia, que atuam em regime de plantão de 24 horas. A Sesab, como em outros anos, ampliou o número de plantões nos hospitais e unidades de emergência, para prestar um atendimento mais efetivo nesse período de carnaval.

Testes rápidos

Este ano, a Sesab montou três postos para a realização de Testes Rápidos. Neles, os foliões que quiserem podem realizar os testes para a detecção de HIV, sífilis e hepatites virais. Os postos começaram a funcionar na sexta-feira (05), instalados um na Avenida Centenário, e outro na Avenida Adhemar de Barros, além disso, também um posto funciona em Porto Seguro.

Na segunda-feira (8), foram realizados 560 atendimentos nos três postos, sendo que 39 deram positivo para Sífilis e seis para HIV. O funcionamento dos postos será até hoje, último dia de carnaval, iniciando sempre às 17h, e encerrando à meia-noite. Além dos testes, estão sendo distribuídos preservativos masculinos e femininos e material informativo sobre DST/Aids.

Hemoba

No período do carnaval (04 a 09) , 296 candidatos compareceram ao posto da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) para fazerem doação de sangue. Até o momento, foram coletadas 233 bolsas de sangue. No ano passado, foram coletadas 285 bolsas de sangue, sendo 404 candidatos à doação. A Hemoba funciona amanhã, quarta-feira de cinzas, das 12 às 18h30.

Vigilância Sanitária

A Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental realizou no carnaval de Salvador, ação educativa para prevenção do HIV, AIDS e doenças sexualmente transmissíveis nos hotéis, motéis e similares quanto ao cumprimento da Lei 9.201, de 29 de Julho de 2004 e o Decreto 9.329 de 02 de fevereiro de 2005, que determina que os estabelecimentos citados, instalados no Estado da Bahia, são obrigados a distribuir gratuitamente preservativos aos seus clientes, acompanhados de panfletos informativos acerca dos riscos das doenças sexualmente transmissíveis (DST), Aids e uso correto dos preservativos. Nos motéis, a entrega do material acontece no ato de entrada do cliente. Os demais estabelecimentos deverão disponibilizá-lo em suas recepções.

No carnaval as equipes de Vigilância Sanitária fiscalizaram cerca de 550 estabelecimentos, dos quais 295 foram notificados pelo descumprimento da legislação. Foram distribuídas em torno de 150 mil unidades de camisinhas e material educativo sobre a Lei e sobre o controle do Mosquito Aedes Aegypti.

Ascom/Sesab
/carnaval/terça-feira

Notícias relacionadas