Notícias /

HEC realiza atendimentos para pacientes com casos de alta complexidade

15/02/2016 12:08

O Hospital Estadual da Criança (HEC) é uma unidade de atendimento infantil que atende pacientes com casos de alta complexidade, da macrorregião centro-leste, que engloba mais de 70 municípios baianos. O atendimento segue uma classificação de risco criada pelo Ministério da Saúde – e não por ordem de chegada. Os atendimentos seguem um sistema de triagem hospitalar que classifica o paciente conforme a prioridade com relação ao seu risco de saúde.

Sendo assim, os pacientes classificados como “vermelhos” e “amarelos” são atendidos prioritariamente – aqueles que possuem risco de vida imediato e agravo de saúde significativo, respectivamente. Os pacientes classificados como verde (não urgente – sem risco) e azul (atendimento social – sem risco) devem ser encaminhados a outro serviço de baixa complexidade, após serem acolhidos e examinados pelo enfermeiro da classificação.

No ambulatório da unidade hospitalar são atendidos pacientes que demandam consultas com pediatra, cirurgião pediatra, neuropediatra, neurocirurgião, ortopedista, cardiologista, urologista, gastroenterologista, hematologista, nefrologista, pneumologista, cirurgião de mão, infectologista, além de cirurgião buco-maxilo-facial, nutricionista e fisioterapeuta.

Salienta-se, com isso, que os atendimentos ambulatoriais são realizados, prioritariamente, com os pacientes já acompanhados pela unidade, e que as vagas destinadas aos pacientes externos se esgotam rapidamente devido ao grande volume de ligações externas que o HEC tem no período de marcação, quando a linha fica “congestionada” – o que dificulta o contato.

As consultas são agendadas através da Central de Marcação, cujos números de telefone são (75) 3602-0503 e (75) 3602-0505. Mensalmente são disponibilizadas, em média, 1.711 consultas médicas. Porém, desse número, 218 vagas são para primeira consulta (pacientes externos), as quais são agendadas pela central acima citada, e cerca de 20 vagas são destinadas à Secretaria Municipal de Saúde.

Ascom do HEC
Hospital da Criança/complexidade

Notícias relacionadas