Notícias /

Programa de Obesidade do Cedeba é muito avançado, avaliam técnicas de saúde do Tocantins e Maranhão

10/03/2016 17:01

As ações do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no tratamento da obesidade deixaram encantadas as equipes das secretarias da Saúde dos Estados do Maranhão e Tocantins, que até amanhã (sexta -feira), estão conhecendo a experiência do Centro. O modelo de atendimento- foi apresentado pela coordenadora do Núcleo de Obesidade, endocrinologista Teresa Arrutti, que, ao terminar sua exposição, seguiu para a reunião com a equipe multidisciplinar, que acontece todas as quintas-feiras. E essa integração, como destacou, é muito importante para o sucesso do trabalho.

Teresa Arrutti apresentou o Programa de Obesidade do Cedeba. Do acolhimento, tratamento com reeducação alimentar e medicamentos, até a preparação para a alternativa da cirurgia bariátrica, procedimento que para os pacientes do Cedeba conta também com o acompanhamento pós-cirurgia, pela equipe multidisciplinar, durante quatro anos. Esse acompanhamento, como observou a especialista, é fundamental porque “o paciente opera o estômago e não, a cabeça.” Enfocou também os critérios e os protocolos que regem a indicação da cirurgia bariátrica.

Avanços

No Tocantins, de acordo com a fisioterapueta Oliveira, da Superintendência de Vigilância e Promoção da Saúde, que integra a equipe em visita ao Cedeba, a preparação para a bariátrica é bem mais simples e menor, bem como o acompanhamento pós-cirúrgico. “Estou encantada com a equipe do Cedeba. O trabalho é muito avançado e a visita nos dá a esperança de também avançar”.

Depois da apresentação, as visitantes, em companhia da coordenadora técnica do Cedeba, endocrinologista Flavia Resedá, fizeram um tour pelos setores da unidade, tendo despertado a atenção do grupo a sinalização que utiliza cores para a identificação dos serviços, recurso que facilita o acesso dos usuários.

Hoje, as equipes conheceram também o Programa de Educação “Doce Conviver”, que faz trabalho de educação em diabetes, em grupos de discussão, com foco no autocuidado. Acompanharam ainda as atividades do Serviço Infanto Juvenil (SIJU). Amanhã, as técnicas têm apresentação sobre o Serviço de Enfermagem e nova exposição da coordenadora de Educação e Apoio à Rede (Codar), Graça Velanes, fechando a programação, iniciada quarta-feira.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/maranhã2

Notícias relacionadas