Notícias /

Caravana da Saúde amplia informações para pacientes do Cedeba

19/04/2016 17:21

Reforço de informação em saúde está sendo proporcionado aos pacientes do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), com o projeto “Caravana da Saúde”, atividade regular que começou este mês com a participação de estagiários da área de saúde. A nova atividade nasceu com o sucesso da Caravana Azul, realizada em novembro do ano passado, dentro da programação do Dia Mundial do Diabetes.

A Caravana da Saúde segue um cronograma chegando a todos os setores do Cedeba. Hoje pela manhã (assim como todas as terças e quintas-feiras), a estagiária de Psicologia Cariele Souza – aluna do 10º semestre da Faculdade Rui Barbosa – ouviu e orientou pacientes no Setor de Endocrinologia, onde são atendidos os casos de obesidade e doenças endócrinas, quanto ao funcionamento do atendimento psicológico que o Cedeba oferece e sua importância para o tratamento.

Pacientes aprovam

No seu segundo dia de atividade no Caravana da Saúde, Cariele Souza, que já cumpre estágio no Cedeba desde o ano passado, conversou com pacientes, quase todos em tratamento de obesidade. Muito descontraída, a paciente Alessandra de Jesus Oliveira, 36 anos e pesando 128 quilos, sonha com a cirurgia bariátrica. Diz que precisa de psicólogo porque “vivo para comer. Não como para viver. Vim de uma família pobre com dez irmãos. Passei muita dificuldade e hoje sou compulsiva”. Para Alessandra “é muito bom a gente ter mais informação sobre saúde”.

A paciente Sandra Weydee Cardoso Borges dos Santos, 33 anos, moradora de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, grávida de gêmeos (duas meninas) foi orientada a procurar o Cedeba por sofrer de hipotereodismo. Tinha perdido 10 quilos, mas engravidou e voltou a engordar, já estando com 111 quilos no quinto mês de gestação. Ela, que já conhecia o Cedeba por meio da mãe, que freqüenta o Centro há muitos anos, considerou muito interessante o trabalho da Caravana da Saúde.

E o atendimento psicológico que os pacientes têm no Cedeba é fundamental para o tratamento, como atesta Lígia Maria Lima dos Santos, de 63 anos. Ela fez cirurgia bariátrica em outubro, já tendo eliminado quase 30 quilos. Está com 101, mas precisa diminuir mais 30. Há cinco anos no Cedeba, conta que foi o suporte psicológico que a ajudou a enfrentar a cirurgia. “Na primeira tentativa para a cirurgia, desisti, mas com o apoio dos psicólogos , resolvi enfrentar o desafio”. Ligia que sofre com problemas no fêmur que exige o uso de bengalas para andar, disse que o atendimento com psicólogo continua sendo importante porque só poderá melhorar a marcha, segundo seu ortopedista, se perder mais 30 quilos. “E a ajuda do psicólogo é muito importante para que eu continue firme”, observa.

Ação ampla

Hoje a Caravana da Saúde, iniciativa da Coordenação de Educação e Apoio à Rede (Codar), do Cedeba, esteve no Serviço de Endocrinologia, mas a informação chega onde o paciente estiver, porque é um trabalho itinerante pelos diversos setores do Centro, com o propósito de ampliar a educação em saúde para o paciente e seus familiares. É mais amplo do que a “Caravana Azul”, porque objetiva fortalecer o auto cuidado em diabetes, obesidade, hipertensão e distúrbios de tireóide. A Caravana também leva informações sobre direitos e deveres dos diabéticos enquanto cidadãos, conforme legislação especial.

Como o Cedeba recebe pacientes de toda a Bahia, a maioria chega muito cedo e permanece muito tempo na unidade. A Caravana da Saúde vai possibilitar a troca de experiências entre eles e a captação de usuários para os grupos de educação Doce Conviver e Ajuste Glicêmico. O projeto também prevê Roda de Conversa sobre temas de saúde, com a utilização de material didático, como álbum seriado, por exemplo, para facilitar a aprendizagem e motivar os pacientes e seus familiares para saberem mais sobre saúde.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/caravana1

Notícias relacionadas