Notícias /

Secretaria da Saúde do Estado inaugura 15 novos leitos na maternidade Tsylla Balbino

16/05/2016 19:11

Nesta segunda-feira (16), a maternidade Tsylla Balbino, em Salvador, ganhou 15 novos leitos, sendo dez leitos da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCIN) e cinco leitos de UCIN Canguru. A inauguração contou com a presença dos secretários estaduais Fábio Vilas-Boas (Saúde) e Olívia Santana (Políticas para as Mulheres).

Com o investimento de R$ 1,5 milhão entre obras e equipamentos, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), segue qualificando e ampliando a rede de assistência materno-infantil.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, apenas em 2015, somente na rede própria do estado, mais de 40 leitos foram abertos em maternidades. Já neste ano foram inaugurados 43 novos leitos no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), sendo 20 da UTI Neonatal e 23 de cuidados semi-intensivos pediátricos. “Nosso compromisso é descentralizar a assistência, ampliar o número de leitos e melhorar a qualidade do atendimento. Nesse sentido, só neste ano estão previstos mais de R$ 60 milhões na requalificação de 25 maternidades em todo o estado e o Hospital da Mulher com 137 leitos”, afirma.

Com uma média de 900 atendimentos e 300 partos por mês, a maternidade Tsylla Balbino oferece serviço de pré-natal completo, composto de consultas com médico obstetra, enfermeiro, nutricionista, assistente social e fisioterapeuta. Além disso, a unidade realiza atendimento em psicologia e odontologia preventiva para gestantes.

Na opinião da diretora da unidade, Rita Calfa, além dos benefícios práticos dessa ampliação para a população, há um caráter simbólico. “O mês de maio é especial, pois se comemora o dia das mães e dos profissionais de enfermagem e assistentes sociais, que tanto se dedicam e contribuem para a construção e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS)”, diz.

Dados

Segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), até abril de 2016, em toda a Bahia existiam 318 leitos de UTI Neonatal, sendo 208 exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS). No que se refere aos leitos de UTI pediátrica, a Bahia possui 132 leitos, sendo 104 públicos.

No que se refere à área materno-infantil, é preciso ressaltar que o Governo do Estado vem assumindo a assistência integral ao parto no município de Salvador, ainda que lhe caiba apenas os casos de alto risco. A maioria dos municípios do interior, mesmo aqueles com menos de 20 mil habitantes possui alguma maternidade. Salvador ainda não possui uma única maternidade própria, o que tem sobrecarregado as maternidades estaduais, prioritariamente destinadas a casos de alto risco. Não fossem as maternidades públicas mantidas pelo Estado, a exemplo da Tsylla Balbino, Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba), Albert Sabin, José Maria de Magalhães, João Batista Caribé e Roberto Santos, os soteropolitanos que nascem todos os anos e precisam do Sistema Único de Saúde (SUS) viriam à luz em outros municípios.

Ascom Sesab
Tsylla/inaguração 15 leitos