Notícias /

HGVC sedia reunião para apresentar o programa de transplante de rins

03/06/2016 14:32

Com o objetivo de apresentar e esclarecer os pontos referentes à Política Nacional de Transplantes, o coordenador do Sistema Estadual de Transplantes (Coset), Eraldo Moura, esteve nesta quinta-feira (02), no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC). Na oportunidade, ele se reuniu com funcionários do HGVC e representantes de outras duas unidades hospitalares de Conquista, Hospital São Vicente e o Instituto Brandão de Reabilitação (IBR).

Na reunião, a discussão principal foi sobre o programa de transplante de rins e como as instituições podem receber os incentivos, tanto do Ministério da Saúde, quanto da política de transplante do estado. Para que isto aconteça, as unidades necessitam fazer o credenciamento junto à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

De acordo com a diretora do HGVC, Marilene Ferraz, hoje o HGVC ocupa o 3º lugar no ranking de doação de órgãos do Estado, contando com uma equipe extremamente comprometida e “isso faz com que o número de doações como as de córnea e de múltiplos órgãos seja bastante expressivo”.

Para Eraldo Moura, o intuito é que as unidades hospitalares de Vitória da Conquista passem a oferecer os transplantes, uma vez que já contamos com o maior número de profissionais capacitados do interior da Bahia. “Além do transplante de córnea, já disponibilizado, nessa fase de implantação realizaremos também o transplante renal”, explicou o coordenador da Coset.

O Hospital São Vicente e o IBR se mostraram interessados em instituir o programa e têm pleiteado o credenciamento do transplante renal que, no momento, está em fase de avaliação para introdução do programa.

Na reunião foi mostrada a viabilidade da implantação do programa nas unidades de Conquista e a possibilidade de ter uma equipe específica de transplante renal. Os profissionais, que estarão envolvidos no processo, ouviram os esclarecimentos necessários acerca do credenciamento do Ministério da Saúde e, também, a questão do financiamento para os profissionais da área.

“O programa de transplante é para a sociedade e compete às unidades hospitalares atender aos pacientes e fazer o possível para que estes se reabilitem e voltem bem para a vida social, bem como, dar a opção da doação de órgãos para as famílias decidirem sobre essa possibilidade”, explicou Eraldo Moura.

Ascom HGVC
/hgvc/transplante rins

Notícias relacionadas