Notícias /

Reunião na Sesab discute Assistência à Saúde na Rio 2016

03/06/2016 15:16

O Plano de Assistência à Saúde para as Olimpíadas Rio 2016 durante as competições esportivas que ocorrerão em Salvador foi discutido em reunião realizada na manhã de hoje (3), na Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), com a coordenação do subsecretário da Saúde, Roberto Badaró. Na oportunidade, foram apresentadas, entre outras questões, a necessidade de intensificação do controle de focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, doenças que têm registrado altos índices no estado.

Badaró chamou atenção também para a importância de recomendar que as pessoas que vierem para a Bahia, participar ou assistir às competições olímpicas, serem vacinadas contra a febre amarela. A possibilidade de ocorrência de casos de H1N1 foi outro assunto levantado durante a reunião. A diretora de Atenção Especializada da Sesab, Alcina Romero, destacou que os hospitais de referência devem ser provisionados com insumos e medicamentos e, no caso de H1N1, o Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM) será qualificado como unidade de referência.

A ameaça de atos terroristas foi outro assunto enfocado no encontro. Segundo o comandante Eduardo de Moraes, da Coordenação de Defesa de Área (CDA) das Forças Armadas, o Governo brasileiro “constrói a segurança em cima de três eixos, o primeiro deles a inteligência”. O comandante disse que equipes de operação especial virão para Salvador durante os jogos olímpicos, e que o Centro de Capacitação do Exército, com sede em Goiânia, já vem desenvolvendo um trabalho de preparação específico para o evento.

“Temos um plano de segurança integrado com a Polícia Militar da Bahia. Estamos também elaborando cartilhas e promovendo palestras com o objetivo de capacitar os integrantes das forças de segurança”, pontuou o comandante. Ainda dentro das ações relativas à segurança durante as Olimpíadas, o coronel Marcos Oliveira, da Secretaria de Segurança Pública (SSP), anunciou que até o início da competição já em funcionamento a nova sede do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Centro Administrativo da Bahia.

Grupos de trabalho para áreas específicas, como segurança, regulação e vigilância à saúde foram definidos e agendaram reuniões para a próxima semana, a fim de discutir ações sob sua responsabilidade. Um dos grupos ficou responsável pela prevenção de riscos de acidentes químicos, biológicos, radiológicos e nucleares – QBRN – e deverá proceder a atualização do plano elaborado para a Copa do Mundo.

Estão envolvidos no Plano de Assistência à Saúde Olimpíadas Rio 2016 representantes das seguintes instituições: secretarias da Saúde do Estado e do Município de Salvador; Anvisa, Casa Civil, 2º Distrito Naval, Polícia Militar, Secretaria de Segurança Pública e Corpo de Bombeiros.

A.G. Mtb 696/Ba
Geral/Olimpíadas

Notícias relacionadas