Notícias /

Hospital Roberto Santos necessita de sangue para otimizar cronograma de cirurgias eletivas

10/06/2016 21:45

Maior hospital do Norte-Nordeste, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) é considerado referência em áreas como cirurgia geral, cirurgia vascular, neurocirurgia e gastroenterologia. No entanto, mesmo como toda a estrutura necessária para atender cidadãos com os serviços que dispõe, muitos procedimentos eletivos – quando o paciente não está sob o risco de vida imediato – precisam ser remarcados e o motivo, que foge ao controle da administração da instituição, é a recorrente falta de sangue em sua agência transfusional.

Para se ter uma ideia, apenas no último mês de maio, 372 procedimentos deixaram de ser feitos na data marcada. “Como a prioridade é a Emergência, e temos uma carência enorme de sangue, principalmente dos tipos O+ e O-, não damos conta de atender a todas solicitações de hemocomponentes no momento em que são feitas”, conta o diretor-geral do HGRS, Antonio Raimundo Pinto de Almeida. De acordo com ele, é urgente que a cultura da doação de sangue seja absorvida pela população: “são alguns minutos que salvam vidas. Um dia, outras pessoas podem salvar as nossas vidas ou de algum familiar nosso”.

Para doar sangue, os candidatos podem procurar qualquer unidade da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). Em Salvador, o Hemocentro Coordenador, localizado na ladeira do Hospital Geral do Estado (HGE), recebe os interessados de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 18h30, e no sábado, das 7h30 às 12h30. Há, ainda na capital, unidades dentro do Hospital do Subúrbio, Hospital Santo Antônio (Obras Sociais Irmã Dulce – Osid), SAC Cajazeiras e Hemóvel – ônibus que estacionam em locais estratégicos da cidade. No interior, são 21 pontos onde as pessoas podem doar sangue (a lista completa e a agenda do Hemóvel podem ser conferidas no site www.hemoba.ba.gov.br).

Para fazer a doação, é preciso apresentar documento original com foto e ter entre 16 e 69 anos de idade. Os menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal. O candidato também deve pesar acima de 50 kg, estar bem descansado e alimentado, não fumar por, pelo menos, duas horas antes da doação e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.

Campanha no Hospital Geral Roberto Santos – Em atenção ao Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado na próxima terça-feira, 14, a equipe do Serviço Integrado de Atenção à Saúde do Trabalhador (Siast/HGRS) promoverá uma ação de conscientização pelos corredores da instituição. Serão distribuídos, na ocasião, adesivos e folhetos informativos. Posteriormente, em data a ser confirmada, o Hemóvel estacionará na área do hospital para acolher funcionários, acompanhantes de pacientes e moradores das comunidades vizinhas que desejam doar sangue.

Os doadores voluntários – aqueles que não doam para reposição de sangue de um paciente específico – podem ajudar o HGRS ao informar, no momento da ação, que querem doar para o cadastro “Amigos do Roberto Santos”. O apoio de todos é muito importante para que o hospital continue a oferecer a assistência necessária à população baiana.