Notícias /

Cardápio do Arraiá do SIJU no Cedeba incluiu dose extra de educação nutricional

13/06/2016 17:56

A equipe do Serviço Infanto- Juvenil (SIJU) do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), com muita criatividade, cuidou da decoração do Arraiá, que recebeu crianças, adolescentes e seus familiares para celebrar o clima junino. No cardápio, bolos, amendoim, sucos, enriquecidos com um prato muito importante: informação nutricional para orientar sobre o consumo das delicias do São João, mas de olho no Plano Alimentar e na contagem de carboidratos, de grande importância para os pacientes com diabetes.

A nutricionista Luciane Santiago orientou sobre as quantidades de carboidratos dos pratos da culinária junina. Os pais ouviam as explicações com muita atenção. Ela explicou que para acompanhar as delicias do São João é aconselhável optar pelos sucos que não contam carboidratos: maracujá e limão. É preciso – orientou – que os pacientes com diabetes contem carboidratos e também optem por alimentos saudáveis.

Pipoca e bolos

A pipoca, alimento que as crianças adoram, pode ser consumida, mas a de microondas deve ser evitada por conter muita gordura, mas pode ser preparada no microondas, colocando-se o milho natural num saco de papel (tipo saco de pão). Três copos de 200 gramas contem 30 gramas de carboidratos. Quanto aos bolos, é bom evitar o de carimã, muito rico em carboidratos. Uma porção tem 60 gramas de carboidratos.

Luciane Santiago mostrou exemplo do bolo com menor quantidade de carboidratos: aveia, banana da prata, ovos, óleo e cacau em pó. As mães que participaram do Arraiá gostaram muito da sugestão, principalmente aquelas cujos filhos com diabetes estão na adolescência. Nessa fase eles resistem mais a seguir o Plano Alimentar definido pela equipe de Nutrição.

Evanilde Santos Braga, mãe de Gustavo (11 anos), muito satisfeita com o atendimento que o filho recebe no Cedeba, disse que ele resiste muito a cumprir o Plano Alimentar, o que não acontecia quando, aos 8 anos, teve o diagnóstico de diabetes. Por isso ela gostou muito da idéia do Arraiá “porque que trouxe muita informação”.

Já Jocelma da Silva, que vem a cada dois meses do município de Euclides da Cunha com a filha Natália Silva da Costa, de 8 anos, disse que a menina, diabética desde os dois anos, segue as orientações nutricionais que recebe no Cedeba sem problemas. Mas ela adorou o Arraiá do SIJU porque “informação nunca é demais.Vou voltar para minha cidade sabendo mais”,destacou.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/Arraiá

Notícias relacionadas