Notícias /

Hospital Roberto Santos sedia Mutirão de Prevenção de Câncer Colorretal a partir de 14 de julho

07/07/2016 17:26

Maior unidade de saúde pública do Norte-Nordeste, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) sediará, de 14 a 16 de julho, a 7ª edição do Mutirão de Prevenção de Câncer Colorretal. A ação, que é promovida pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed), tem o objetivo de divulgar e conscientizar a população sobre a prevenção do câncer colorretal em fase inicial (curável) e lesões pré-cancerosas, que podem ser removidas pela colonoscopia.

A expectativa da organização é de que 120 colonoscopias sejam aplicados em pacientes entre 50 e 75 anos do Sistema Único de Saúde (SUS). Os exames vão ser feitos em quatro salas, com a previsão de até 40 exames por dia.

De acordo com o gastroenterologista Marcos Clarencio – coordenador do Serviço de Endoscopia Digestiva e Centro de Hemorragia Digestiva Professor Igelmar Barreto Paes (SED-CHD HGRS) – familiares com história de câncer colorretal vão ser público-alvo do mutirão. “Teremos, ainda, uma novidade, que será o rastreamento de lesões displásicas de pacientes com doença inflamatória intestinal com mais de oito anos. Este procedimento vai acontecer no sábado”, adianta ele.

Durante todo o período do evento, os médicos, médicos residentes e a população poderão assistir também a palestras relacionadas ao câncer colorretal e doença inflamatória intestinal. Nos dias 14, 15 e 16, às 10h, o coordenador da Sobed para os mutirões no Brasil, Lix Alfredo Reis de Oliveira, será o responsável por falar sobre prevenção do câncer. Já o gastroenterologista Bruno César da Silva abordará os aspectos da retocolite ulcerativa e doença de Crohn nos dias 14 e 16, às 13h. Ambos os encontros vão ocorrer no Auditório do Edifício Anexo do Hospital Roberto Santos.

Presidente da Sobed estadual da Bahia, Durval Rosa Neto acredita que a iniciativa é uma das ferramentas disponíveis para suprir a demanda da população por colonoscopias: “o mutirão levanta a atenção para a necessidade de um programa de rastreamento e prevenção do câncer colorretal em todo Brasil”.

Para realizar o Mutirão de Prevenção de Câncer Colorretal, a Sobed conta com o apoio dos capítulos do Estado e dos médicos endoscopistas especialistas da Sociedade. “A equipe do SED-CHD HGRS e o grupo de enfermagem são peças fundamentais neste contexto, além do apoio da diretoria-geral e da diretoria-médica do hospital”, destaca Clarencio, que acrescenta: “parabenizo e agradeço à presidência nacional e estadual da Sobed por escolher a Bahia como um dos centros para acontecer este evento. É uma atitude de importância para a população, um relevante serviço de saúde pública”.

Câncer colorretal

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) mostram que o câncer colorretal é o tipo que mais acomete as mulheres, perdendo apenas para o de mama, e o terceiro mais incidente entre os homens. A estimativa é que em 2016 sejam diagnosticados 34,2 mil novos casos. A ação, prestes a acontecer em Salvador (BA), já percorreu Campinas (SP), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Curitiba (PR) e Campo Grande (MS).

Sobre a colonoscopia

O exame permite a visibilizar o interior do reto, cólon e parte do íleo terminal (final do intestino delgado) por meio de um tubo flexível introduzido pelo ânus, contendo em sua extremidade uma minicâmera de TV que transmite imagens coloridas, podendo ser fotografadas ou gravadas em vídeo. O paciente é sedado e deitado em uma maca sobre seu lado esquerdo, possibilitando a passagem do endoscópio.

Fonte: Ascom HGRS
/hgrs/mutirão colorrtal

Notícias relacionadas