Notícias /

Atividade física é um dos caminhos na prevenção de doenças crônicas degenerativas

08/07/2016 17:09

A prática regular de atividade física – a dose recomendada é 150 minutos/semana – é muito importante na prevenção e controle de doenças crônicas não transmissíveis, consideradas hoje problema de saúde pública, já que são responsáveis por 63 % das mortes no mundo, segundo estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Essas informações foram passadas hoje pela fisioterapeuta Carla Gonçalves, na palestra “Atividade Física X Doenças Crônicas Degenerativas”, no auditório da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. A palestra é uma atividade do ciclo de sessões temáticas mensais do Serviço Integrado de Atenção à Saúde do Trabalhador – SIAST Assistencial, vinculado à Diretoria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde – Programa de Saúde do Trabalhador da Sesab (DGTES/Paist).

Redução dos fatores de risco

Segundo a fisioterapeuta do Siast Assistencial, a lista das doenças crônicas degenerativas é grande e inclui: diabetes tipo 2, depressão, insuficiência cardíaca, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), câncer, osteoatrose e hipertensão arterial .O importante – destacou – é ter um estilo de vida que contribua para a redução dos fatores de risco.

A atividade física, aliada à alimentação saudável, é muito importante, principalmente quando já existem condições que predispõem a determinadas doenças, como sexo, raça, genética e idade. A hipertensão, por exemplo, é mais freqüente na raça negra. Ela citou o exemplo do diabetes, em que o fator genético predispõe à doença e por isso, a atividade física é muito importante tanto na prevenção quanto no controle. A atividade física – explicou a fisioterapeuta – diminui a resistência à ação da insulina, facilitando a entrada da glicose na célula e retardando o surgimento da doença.

Ainda segundo explicou Carla Gonçalves, a atividade física é uma grande aliada no controle das doenças cardiovasculares porque contribui para o aumento do HDL (o bom colesterol) que é capaz de retirar a gordura depositada no interior das artérias.Também reduz os níveis de triglicérides e o LDL ( colesterol ruim).

Além dos benefícios na prevenção de doenças – estudos mostram que pessoas fisicamente ativas reduzem em 40% o risco de morte prematura- a prática da atividade física melhora o humor, a auto-estima, torna as pessoas mais produtivas.

As pesquisas mostram que o principal motivo para as pessoas praticarem atividade física é a busca de qualidade de vida. E quem segue esse caminho têm elevado grau de satisfação: 69 %. Mas – pontuou a palestrante – o sedentarismo ainda é muito expressivo na população, apesar da importância do exercício para redução da obesidade e até de alguns tipos de câncer (mama, pulmão, colon e próstata). Também ajuda na redução de dois importantes fatores de risco para doenças crônicas: o álcool e o cigarro.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Vigisanit/atividade

Notícias relacionadas