Notícias /

Secretário da Saúde e o diretor do HGRS acompanham mutirão de colonoscopias

14/07/2016 18:43

Somente nesta quinta-feira, 14, quarenta colonoscopias devem ser aplicadas nos pacientes atendidos na 7ª edição do Mutirão de Prevenção de Câncer Colorretal. Na abertura do evento, o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, e o diretor-geral do Hospital Geral Roberto Santos, Antonio Raimundo de Almeida, acompanharam os procedimentos realizados no Centro de Hemorragia Digestiva Professor Igelmar Barreto Paes (SED-CHD / HGRS).

De acordo com o secretário, a ação, que é promovida pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed), é motivo de satisfação para o Governo do Estado da Bahia, que, através da Secretaria da Saúde (Sesab) e do Hospital Roberto Santos, oferece apoio e disponibiliza espaços e recursos para parcerias que possibilitam mais oportunidades de prevenção à população. “Com esta iniciativa, a comunidade pode avançar na realização de colonoscopia. O exame é fundamental para diagnóstico precoce do câncer colorretal”, avalia.

O rastreamento, lembra Antonio Raimundo, é urgente porque evita mortes. “Como maior hospital público do Norte-Nordeste e referência neste tipo de serviço, temos muito orgulho em sediar a 7ª edição do Mutirão de Prevenção de Câncer Colorretal. O cidadão baiano, usuário do Sistema Único de Saúde, merece receber a assistência qualificada na rede estadual. Estamos trabalhando para, nesse sentido, evoluir a cada dia”, afirma ele.

O diretor destaca o empenho dos profissionais para realização do evento: “a equipe de Igelmar Barreto Paes e de Marcos Clarêncio – médicos, enfermeiros e técnicos – está desenvolvendo um excelente trabalho. Este esforço do grupo do HGRS, aliado à competência da Sobed e dos representantes de renomadas instituições do Brasil que hoje estão aqui, é revertido em qualificação do cuidado dispensado”.

Até sábado, 120 pessoas devem ser beneficiadas diretamente pelo mutirão. Além dos atendimentos nas instalações do SED-CHD, palestras de conscientização acontecem no Auditório do Edifício Anexo do HGRS. Durante as manhãs, a partir das 10h, o coordenador da Sobed para os mutirões no Brasil, Lix Alfredo Reis de Oliveira, é o responsável por falar sobre prevenção do câncer. Já o gastroenterologista Bruno César da Silva aborda, às 13h, os aspectos da retocolite ulcerativa e doença de Crohn.

Câncer colorretal

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) mostram que o câncer colorretal é o tipo que mais acomete as mulheres, perdendo apenas para o de mama, e o terceiro mais incidente entre os homens. A estimativa é que em 2016 sejam diagnosticados 34,2 mil novos casos. A ação, prestes a acontecer em Salvador (BA), já percorreu Campinas (SP), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Curitiba (PR) e Campo Grande (MS).

Sobre a colonoscopia

O exame permite a visibilizar o interior do reto, cólon e parte do íleo terminal (final do intestino delgado), por meio de um tubo flexível introduzido pelo ânus, contendo em sua extremidade uma minicâmera de TV que transmite imagens coloridas, podendo ser fotografadas ou gravadas em vídeo. O paciente é sedado e deitado em uma maca sobre seu lado esquerdo, possibilitando a passagem do endoscópio.

Ascom HGRS
/hgrs/mutirão colorretal3