Notícias /

Centro de Reabilitação beneficia 21 municípios do Extremo Sul

29/08/2016 21:04

Um centro de referência que cuidará da reabilitação física e mental de moradores de 21 municípios do Extremo Sul baiano que precisam de cuidados específicos. Esse é o objetivo do Centro Especializado de Reabilitação (CER) de Teixeira de Freitas, inaugurado nesta segunda-feira (29) como parte do programa federal Viver sem Limites. Com mais de 60 profissionais, distribuídos em mais de 10 especialidades, o equipamento vai oferecer serviços de média e alta complexidade, com assistência integral para crianças, adultos e idosos com diferentes necessidades.

O governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas e de autoridades estaduais e municipais, foi ao município participar da inauguração. “Estou muito orgulhoso pela inauguração desse equipamento e tenho certeza que cada morador da região que entrar aqui vai se sentir da mesma forma. As pessoas que têm algum tipo de deficiência muitas vezes ficam invisíveis porque sequer conseguem andar nas ruas, já que muitas cidades não estão equipadas para isso. E foi para isso que esse programa foi criado, para dar visibilidade. E o povo daqui tem que ter orgulho porque o primeiro centro desse tipo que ficou pronto e foi inaugurado no Brasil está aqui em Teixeira de Freitas”, disse.

A equipe do centro é formada por psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, psiquiatras, neurologistas pediátricos e adultos, fisiatra, ortopedista, fonoaudiologistas, geriatras, terapeutas, entre outros profissionais, além do grupo que cuida do administrativo. Essa equipe multidisciplinar tem, no espaço inaugurado, salas de reabilitação, consultórios, Centro Especializado Odontológico (CEO), ginásio e até piscina para ajudar na reabilitação dos pacientes.

Para o diretor do CER, o enfermeiro Lucas Fagundes, o equipamento é importante porque promoverá a capacitação e a inclusão social de uma população muitas vezes excluída, justamente por falta de ações como essa. “Atenderemos aqui a macrorregião de Teixeira de Freitas, de Belmonte até Mucuri.Temos aqui toda a parte de reabilitação física, que inclui os pacientes com microcefalia, amputações, que tenham sofrido AVC [acidente vascular cerebral], AVE [acidente vascular encefálico], síndrome de Guillan Barre, Parkinson; além da reabilitação intelectual, voltada para o público que possui síndrome de Down, autistas, crianças com atraso de desenvolvimento. É um público muito diverso, pouco visto e que precisa dessa atenção especial, desse cuidado, e esse Centro vai poder trazer mais dignidade para essas pessoas”, explicou.

Policlínica e títulos de terra

Ainda no município, o governador visitou outra importante intervenção na área da saúde para região. A policlínica de Teixeira de Freitas já está com cerca de 14% das obras concluídas e, segundo Rui, deve ter sua estrutura física pronta em fevereiro de 2017. “A instalação dos equipamentos começará logo em seguida”, afirmou, após conferir detalhes do projeto. A unidade, que atenderá aos moradores de 13 municípios do Extremo Sul com diversas especialidades, conta com investimento total superior a R$ 19 milhões.

Geral/reabilitação teixeira

Secom

Notícias relacionadas