Notícias /

HRSAJ realiza captação de órgão e salva vida de paciente em fila de espera

29/08/2016 17:48

O Hospital Regional de Santo Antonio de Jesus registrou, neste final de semana, uma captação de órgão após decisão da família de uma mulher de trinta anos ser diagnosticada com morte encefálica. Esse gesto beneficiou, ao menos um paciente que aguardava na fila de espera de transplante de fígado, cirurgia realizada no Hospital Português, em Salvador.

Para o coordenador da equipe médica do estado em transplantes, o ato da doação serve de estímulo para outros possíveis doadores. “Temos uma lista de espera enorme, com muitos receptores aguardando um transplante. Quanto maior o número de doadores, maior a oferta de órgãos e maior o número de pessoas beneficiadas. Doar é ato nobre”, garante Eduardo Freitas Viana, especialista em cirurgia do aparelho digestivo.

Dados da Coordenação do Sistema Estadual de Transplantes (Coset), da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), indicam que o número de pessoas que resistem a autorizar o transplante de órgãos de parentes, na Bahia, ainda é muito alto. De cada 10 famílias baianas, apenas três autorizam o procedimento após o falecimento do parente, enquanto a fila de quem depende deste procedimento tem crescido nos últimos anos.

O suporte da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes ocorre desde a abertura do protocolo, independente da escolha da família. No entanto, somente quando constatada a morte encefálica, a equipe realiza entrevista com os acompanhantes.

Para se tornar um doador de órgãos, não é necessário deixar nada por escrito, basta conversar com a família e deixá-la ciente do desejo. Saiba mais sobre doação e transplante de órgãos e tecidos no site www.saude.ba.gov.br/transplantes.

A.C. DRT 4530/Ba
Santo Antônio de Jesus/doação

Notícias relacionadas