Notícias /

Fórum da Rede Cegonha discute melhorias para o parto

31/08/2016 17:52

“Apenas você, sua família e seu médico sabem que seu filho vai nascer, pois o seu organismo ainda não se preparou para o nascimento da criança”. Esta foi a definição de cesáreas eletivas, dada por Dulce Helena Alves Ribeiro, da Sociedade Pediátrica da Bahia, durante o Fórum da Rede Cegonha, que ocorreu nesta quarta-feira (31), no Ministério Público, em Salvador.

O encontro, que reúne representantes de maternidades e Centros de Parto Normal (CPN), tem como objetivo discutir ações para melhorar e incentivar o parto natural. O projeto começou a ser implantado no estado da Bahia em 2011, quando foi inaugurado o CPN Mansão do Caminho, que se tornou referência no estado e, nestes cinco anos, já foram realizados 2.750 partos.

Desde o início do projeto, a Secretaria da Saúde do Estado, através da Diretoria da Gestão do Cuidado, tem promovido ações voltadas para a diminuição da mortalidade materna e neonatal. Como parte dessas ações, está a busca para fortalecer o processo de educação permanente e a qualificação dos profissionais de saúde que atuam na atenção à mulher e ao recém-nascido de maternidades e hospitais da rede SUS Bahia.

Em todo o estado, cinco CPN’s já foram implantados e estão em fase de habilitação pelo Ministério da Saúde. O coordenador do Fórum da Rede Cegonha da Região Metropolitana de Salvador, Manoel Henrique Pereira, explica que, nestes espaços, além da realização do parto, a gestante tem todo o acompanhamento, que começa com o pré-natal. Ele ainda acrescentou que as maternidades estaduais estão sendo trabalhadas para incentivar o parto natural, “que estão sendo realizados com as melhores práticas científicas”.

Fonte: Fórum da Rede Cegonha
Parto Natural

Notícias relacionadas