Notícias /

NEPS promove seminário e lança cartilha sobre prevenção do suicídio

12/09/2016 14:24

“Suicídio: estigma e enigma social” é o tema do seminário que será realizado na próxima quarta-feira, dia 14, de 8 às 12 horas, no auditório do edifício anexo do Hospital Geral Roberto Santos, integrando as atividades do Setembro Amarelo, mês em que transcorre o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). Durante o evento, iniciativa do Núcleo de Estudos e Prevenção do Suicídio – NEPS -, do Centro de Informações Antiveneno (Ciave), será lançada uma cartilha sobre suicídio e sua prevenção.

Segundo a psicóloga Soraya Carvalho, idealizadora e criadora do NEPS, o suicídio é considerado hoje um grave problema mundial de saúde pública. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de um milhão de pessoas morrem por suicídio a cada ano. É a terceira causa de morte entre os jovens no mundo e o Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking mundial. Durante o Setembro Amarelo, são promovidas diversas ações, em várias partes do mundo, com o objetivo de dar visibilidade à questão do suicídio.

Seminário

O seminário sobre suicídio será aberto pela coordenadora do NEPS, Soraya Carvalho, que apresentará a história do Núcleo e falará sobre o tema “Suicídio: estigma e enigma social”. Em seguida, haverá apresentação sobre as propostas de intervenção do NEPS – Clínica psiquiátrica no NEPS, Cineps, Ciranda Literária, Grupo de Família, Grupo de Terapia Ocupacional e Oficinas. A partir de 10 horas, haverá exibição de vídeo, recital de poesias, apresentação musical, depoimento de um usuário do Neps, lançamento da cartilha sobre suicídio e visita a exposição de arte de artistas do NEPS.

O evento é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas no local. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3116.9440.

O NEPS

O NEPS é um serviço do Ciave que atua na prevenção de suicídios e redução de reincidências da tentativa destes eventos. A equipe do núcleo é formada por enfermeiros, psicólogas, terapeutas ocupacionais, psiquiatras e estagiários de Psicologia, que atende pacientes de todas as idades. O acesso a esse serviço se dá através de demanda espontânea ou por casos de tentativa de suicídio identificados em emergências.

As atividades do núcleo foram iniciadas em 1991 e atualmente, segundo a coordenadora do serviço, é referência na Bahia e também está sendo exportado o modelo para outros centros no Brasil. As ações do NEPS incluem orientação aos pacientes e familiares, e também a preparação de equipes de saúde.

Pioneira no país, a experiência de acompanhamento psicológico ambulatorial contínuo a pacientes com comportamento suicida, implementada no núcleo, já foi apresentada em diversos encontros científicos. De acordo com a psicóloga, a continuidade do acompanhamento posterior ao atendimento emergencial tem resultado numa taxa inferior a 0,01% na reincidência de tentativas de suicídio.

Tribunal de Justiça

O Tribunal de Justiça da Bahia, engajando-se às ações do Setembro Amarelo, promove na quarta-feira (14), a partir de 13 horas, no seu auditório, palestras sobre prevenção do suicídio. Entre as palestrantes convidadas está a coordenadora do NEPS, Soraya Carvalho, também membro fundadora e atual 2ª secretária da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio.

A.G. Mtb 696/Ba
Ciave/NEPS

Notícias relacionadas