Notícias /

Emoção e gratidão marcam Setembro Verde no Hospital Dantas Bião

27/09/2016 17:43

O mês de setembro é marcado pela conscientização sobre a doação de órgãos, com a Campanha Setembro Verde que tem o objetivo de estimular o aumento das doações. Hoje (27), palestras e depoimentos de familiares de doadores emocionaram os participantes do evento realizado no Hospital Regional Dantas Bião, sob a coordenação da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes e do Serviço de Educação Permanente.

Durante o evento, a diretora do hospital, Elenildes Bastos, fez um relato sobre o sentimento vivenciado por uma pessoa que aguardava na fila de transplante. “Meu marido passou por um período doloroso na fila de transplantes de rim, todos os dias sofríamos juntos com a espera de um doador. Felizmente uma sobrinha, em vida, foi a doadora e quando soubemos da compatibilidade foi uma alegria imensurável, ele viveu mais 10 anos, infelizmente veio a óbito, mas por outra causa, nada relacionado ao transplante de rim”.

As palestras abordadas pelo farmacêutico bioquímico Fernando Rocha e pelo enfermeiro Otacílio Neto trouxeram temas como a importância da Doação da Médula Óssea e todo o processo de Doação para Transplante. Na ocasião, Fernando Rocha destacou que a doação de médula óssea ainda necessita de esclarecimentos para boa parte da sociedade e falar sobre o assunto é um bom começo. “A doação é um desafio, precisamos conversar, tirar dúvidas para que as pessoas tomem consciência de como é feito um transplante”, explicou.

Bruno Figueredo também compartilhou a sua emoção em autorizar a doação de órgãos da sua mãe. Ele garante que a assistência da equipe da unidade hospitalar, prestada ao doente e a família, durante todo o processo, é crucial para que aconteça uma decisão positiva em relação à doação de órgãos. “Aceitei o convite de falar sobre a doação de órgãos de minha mãe porque é importante multiplicar as informações sobre o ato de doar. Saber que hoje minha mãe está presente em um pouquinho em cada pessoa receptora é muito gratificante, me sinto feliz por ter tomado essa decisão. Hoje sou amigo de uma funcionária daqui do HRDB, porque ela esteve comigo em todo momento de dor e dúvidas. Agradeço à equipe do Dantas Bião que trabalha com esse desafio”.

Outro momento emocionante foi o da enfermeira Andréa Calmon que foi doadora em vida para sua mãe. “Descobrimos que minha mãe precisava fazer um transplante de rim e resolvi doar, infelizmente ela faleceu dias depois, mas se me perguntar: você faria de novo? Respondo: sim! faria tudo novamente, porque a sensação de você tentar salvar uma vida é única”, disse a enfermeira.

No período da tarde equipes de profissionais estarão na recepção principal da unidade informando sobre a importância da doação, visando assim conscientizar e sensibilizar um maior número de doadores.

Ascom HRDB

/Dantas Bião/setembro verde

Notícias relacionadas